Carlo Ancelotti é um dos técnicos mais renomados do mundo e assumiu um desafio. Aos 60 anos, o italiano tem a sua segunda passagem pela Inglaterra, desta vez pelo Everton, e teve a estreia em um jogo bem difícil. Diante do fechado Burnley, vitória magra por 1 a 0, com gol na reta final do jogo. Para o treinador, o desempenho foi bom, mas, claro, será preciso melhorar.

“Eu acho que o espírito do time foi bom. Foi um jogo especial com muitas bolas longas, mas eu acho que nós defendemos bem”, disse o treinador. “Depois disso nós tentamos fazer alguma combinação em frente, mas nós fomos um pouco lentos saindo de trás no primeiro tempo. No fim, o desempenho foi bom. Não excelente, mas um bom desempenho”.

“Para mim, a recepção aqui no Goodison Park foi um dia especial, certamente”, disse Ancelotti. O técnico ainda elogiou o centroavante Calvert-Lewin, que chegou a oito gols na temporada e tem três gols nos últimos cinco jogos.

“Ele é um atacante fantástico, na minha opinião, forte com a cabeça. Onde ele pode melhorar – e onde ele tem que melhorar – é quando nós temos a bola: ele tem que estar mais focado no gol”, disse o treinador. “Ele é realmente generoso, ele se mexe para cima e para baixo, para a direita e para a esquerda, ele tem que ser mais focado no gol”.

O técnico italiano foi perguntado se iria pedir a contratação de um atacante em janeiro. “Não. Nós não falamos sobre isso, mas certamente eu não vou pedir um atacante porque os atacantes aqui são realmente bons. Eu acho que até o dia 5 de janeiro nós temos que estar focados nesses próximos quatro jogos e depois disso nós podemos conversar se precisamos de alguma coisa ou não”.