O trabalho de Roberto Mancini à frente da seleção italiana tem uma característica louvável: ele não tem o menor medo de dar chance a jovens. Chegou a dar entrevista criticando colegas da Serie A por não fazerem o mesmo nos clubes. Nesta sexta-feira, Mancini divulgou a convocação para os jogos de novembro contra Bósnia e Armênia com três novos jogadores: Riccardo Orsolini, do Bologna, Gaetano Castrovilli, da Fiorentina, e Andrea Cistana, do Brescia. Todos têm 22 anos.

Orsolini é ponta e tem passagens pelas seleções de base da Itália. Passou pela base da Juventus e, depois de alguns empréstimos, foi comprado pelo Bologna, no último mercado, por € 15 milhões. Foi titular em quase todas as partidas do clube na temporada.

Castrovilli também tem 22 anos e aparições em times inferiores da Itália. Meia formado pelo Bari, foi titular nos 11 jogos da Fiorentina nesta temporada, totalidade da sua experiência na elite do Campeonato Italiano.

Cistana, zagueiro, foi titular da campanha do acesso do Brescia e segue no time de Mario Balotelli, mais uma vez não lembrado por Mancini, assim como Moise Kean, do Everton. Domenico Berardi, do Sassuolo, e Emerson Palmieri, do Chelsea, estão de volta.

É uma ótima oportunidade para Mancini fazer testes porque a Itália, com 100% de aproveitamento, já está muito bem classificada para a Eurocopa de 2020.

Goleiros: Gianluigi Donnarumma (Milan), Pierluigi Gollini (Atalanta), Alex Meret (Napoli), Salvatore Sirigu (Torino)

Defensores: Francesco Acerbi (Lazio), Cristiano Biraghi (Inter), Leonardo Bonucci (Juventus), Andrea Cistana (Brescia), Giovanni Di Lorenzo (Napoli), Emerson Palmieri (Chelsea-ING), Alessandro Florenzi (Roma), Armando Izzo (Torino), Gianluca Mancini (Roma), Alessio Romagnoli (Milan), Leonardo Spinazzola (Roma)

Meias: Nicolò Barella (Inter), Gaetano Castrovilli (Fiorentina), Jorginho (Chelsea-ING), Rolando Mandragora (Udinese), Marco Verratti (Paris Saint-Germain-FRA), Nicolò Zaniolo (Roma)

Atacantes: Andrea Belotti (Torino), Domenico Berardi (Sassuolo), Federico Bernardeschi (Juventus), Federico Chiesa (Fiorentina), Stephan El Shaarawy (Shanghai Shenhua-CHI), Ciro Immobile (Lazio), Lorenzo Insigne (Napoli), Riccardo Orsolini (Bologna)