Cristiano Ronaldo viveu mais uma noite marcante nesta sexta. Portugal não teve grande desafio pela frente, na visita a Riga. Derrotou a Letônia com extrema facilidade, por 3 a 0. E o craque aproveitou para adicionar mais dois gols a sua conta particular, em dois lances de oportunismo, antes de dar a assistência para André Silva fechar a contagem pelas Eliminatórias. Tentos que, agora, fazem de CR7 isoladamente o terceiro maior artilheiro do futebol de seleções na Europa. Chegou às 73 bolas nas redes, duas a mais que Miroslav Klose. Aparece atrás apenas dos míticos Ferenc Puskás (84) e Sándor Kocsis (75). Certamente mirará os dois magiares para galgar novos degraus na história.

A cena mais bonita da partida, entretanto, foi além do jogo em si. Aos 44 minutos do segundo tempo, um menino letão invadiu o campo no Estádio Skonto. E, ao contrário de muitos malucos que só querem aparecer às câmeras, o desejo dele foi bem mais simples. Dar um abraço em Cristiano Ronaldo. Ficou preso à cintura do craque por alguns instantes, antes de ser retirado gentilmente pelos seguranças. É interessante notar como até os próprios jogadores da Letônia brincam com a fofura do garotinho. Sonho e idolatria que não encontram fronteiras.

O triunfo mantém Portugal firme na perseguição à Suíça no Grupo B das Eliminatórias para a Copa de 2018. Com 100% de aproveitamento, os suíços derrotaram as Ilhas Faroe e chegaram aos 18 pontos. Derrotada apenas pelos helvéticos, a Seleção das Quinas somam três pontos a menos. O confronto direto acontece apenas na última rodada, em Portugal.