América do SulBrasil

Não há justificativa para manter David Luiz como titular da seleção

David Luiz não pode mais ser titular da seleção brasileira. O sufoco que o Brasil passou para vencer por 2 a 1 não foi só pela atuação insegura do jogador do Paris Saint-Germain, é bom dizer. Mas sim, David Luiz compromete. E este é um problema que precisa ser corrigido o quanto antes.  Na verdade, depois do trauma do 7 a 1 no Mineirão, David Luiz e a seleção brasileira precisavam dar um tempo. Dunga não quis. O jogador segue titular do Brasil. No primeiro jogo oficial depois da desastrosa Copa do Mundo, ficou evidente que David Luiz não pode ser titular.

LEIA TAMBÉM: Brasil 2×1 Peru: Neymar decide sozinho, mas não pode ser o único recurso do Brasil

A vitória por 2 a 1 com gol nos acréscimos tem muito mais a ver com a falta de um bom jogo coletivo, falta de alternativas de jogo que superem a marcação e o fato de só jogar em cima do talento de Neymar. Na zaga, Miranda continua muito bem e justificando a titularidade, David Luiz compromete. E no primeiro lance de ataque do jogo, pressionado por Guerrero, ele errou ao afastar mal a bola, Jefferson não conseguiu tirar a bola dali e o Peru marcou 1 a 0 rapidamente. Um erro primário da defesa, neste caso também do ótimo goleiro brasileiro – mas o botafoguense tem crédito.

David Luiz não é mau jogador. Mas claramente ele precisa jogar mais à frente, como volante. Como zagueiro, é muito perigoso para o time. Em jogos contra adversários mais complicados, um erro como o desta noite em Tamuco pode valer uma derrota. Se não uma derrota tão catastrófica quanto o 7 a 1, uma derrota apertada para a Colômbia já é um prejuízo grande o bastante. Alguém irá lembrar que nas quartas de final da Copa o gol da classificação do Brasil veio com David Luiz, de falta. Sim, é verdade. Mas é importante que o zagueiro seja, antes de tudo, um bom defensor.

Se David Luiz não pode jogar, quem deve entrar? Thiago Silva é a resposta. A imagem dele ficou seriamente comprometida por causa da postura contra o Chile, nas oitavas de final da Copa, quando ele chorou e ficou de costas para as cobranças de pênalti. Falamos disso logo que aconteceu o episódio contra o Chile. Tudo isso é verdade, mas não se pode tirar de Thiago Silva algo que ele é: um dos melhores zagueiros do mundo. Algo, aliás, que também destacamos no texto citado. Ele continua sendo. Teve uma ótima temporada pelo PSG, sendo o melhor jogador de defesa do time, com destaque e bem acima do companheiro David Luiz.

Thiago Silva pode ser questionável como capitão. Como zagueiro, ele não é. Jogador técnico, inteligente e capaz de enfrentar alguns dos melhores do mundo com tranquilidade. É um jogador que não pode, nunca, ser descartado só por causa do episódio do choro. David Luiz teve uma atuação individual terrível contra a Alemanha na Copa (contra a Holanda também, dias depois) e embora tenha tido alguns bons momentos na temporada, também teve seus momentos de falhar absurdamente, como nos jogos contra o Barcelona, quando foi humilhado por Luis Suárez.

Está na hora de mudar, Dunga. Thiago Silva e Miranda podem formar uma dupla de zaga muito mais segura para o Brasil. É tempo de fazer isso, antes que David Luiz cause um prejuízo que seja irremediável nesta Copa América.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo