América do SulBrasil

Assistência, gol perdido e recebimiento: a noite mágica de Ronaldinho pelo Barcelona-EQU

Ronaldinho teve a sua noite de astro do rock pelo Barcelona de Guyaquil. Foi o grande protagonista do amistoso contra o San Martín, do Peru, “a noite amarela”, uma partida festiva que apresenta o elenco do clube equatoriano para a temporada. Ficou em campo até os 33 minutos do segundo tempo e foi totalmente ovacionado pela torcida ao ser substituído. Deu assistência, cobrou falta e perdeu uma chance de deixar a sua marca.

LEIA MAIS: A saída de Ronaldinho é o melhor reforço que o Fluminense poderia ter neste momento

O craque brasileiro foi o último jogador apresentado pelo Barcelona, e a torcida não quis nem saber que seu contrato dura apenas para uma partida. Fez uma grande festa.

 

O árbitro da partida não perdeu a oportunidade e levou para casa um cartão amarelo autografado por Ronaldinho.

O Barcelona acabou vencendo por 4 a 2. Damián Díaz abriu o placar para o time da casa, em falha do goleiro Rivadeneyra, mas Álvaro Ampuero empatou e e Marcos Rivadero concretizou a virada. Aos 30 minutos, Díaz tabelou com Ronaldinho e fez 2 a 2.

 

Antes, deu esse lindo passe de peito para levantar a torcida, depois de um lindo lance de Díaz.

Ainda no primeiro tempo, Ronaldinho quase marcou um golaço cobrando uma falta lateral. Rivadeneyra foi buscar no ângulo.

 

A sua melhor chance de marcar e levar a torcida do Barcelona à loucura veio no segundo tempo, quando o goleiro do San Martín falhou novamente. A bola bateu na trave e voltou para Ismael Blanco, que poderia ter feito o gol, mas o entregou nos pés de Ronaldinho, que chutou em cima do goleiro.

 

Substituído, Ronaldinho deixou o campo ovacionado. “O carinho que recebi fez desaparecer o cansaço da viagem”, afirmou, em entrevista coletiva.

Blanco marcou os outros dois gols da vitória do Barcelona por 4 a 2.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo