Argentina

Primeiro Boca x River de 2016 era “amistoso”, mas já foi recheado de expulsões e confusões

Boca Juniors e River Plate vivem um dos momentos mais acirrados do clássico. O ano passado foi emblemático para ambos, com o título da Libertadores dos millonarios e a dobradinha nacional dos xeneizes, além de encontros bastante quentes – como o gás de pimenta na Bombonera. Pois o primeiro duelo de 2016 também escancarou as tensões entre os gigantes. Se não existe amistoso em uma rivalidade tão intensa, os dois times trataram de levar essa afirmação à risca. O confronto em Mar del Plata terminou com cinco jogadores expulsos, outro noves advertidos e muitas confusões. No final das contas, o River saiu com a vitória por 1 a 0 – e, não surpreendentemente, graças a um pênalti convertido por Leonardo Pisculichi.

O cartão de visitas do jogo aconteceu logo aos 10 minutos. Jonathan Silva deu uma entrada duríssima em Gabriel Mercado, deixando o Boca com dez e tirando o defensor alvirrubro do jogo, lesionado. Pouco depois, a partir de um toque de mão de Tevez dentro da área, Pisculichi anotou o único gol da partida. E o que se seguiu foi uma coleção de entradas duras, empurrões e discussões. Os xeneizes, sobretudo, estavam descontrolados e cometeram 16 faltas somente nos 45 minutos iniciais.

Já na segunda etapa, Gino Peruzzi também exagerou na violência e recebeu o vermelho, enquanto Cata Díaz foi o terceiro boquense expulso por insultar o árbitro – e saiu de campo fazendo gestos obscenos à torcida do River. Por fim, aos 35 minutos do segundo tempo, a maior confusão veio em uma cabeçada de Maidana que não acertou Tevez em cheio, mas rendeu a expulsão do zagueiro e de Pisculichi entre os millonarios.

Ao apito final, os dois técnicos preferiram ir direto aos vestiários, claramente descontentes do que aconteceu em campo. O futebol acabou de lado, em um jogo no qual sobraram hostilidades e a busca pelo gol esteve em falta. Primeiro capítulo de um ano que promete ser recheado de disputas entre os dois gigantes de Buenos Aires – e, talvez, também nas competições continentais. O próximo encontro já tem data marcada: 30 de janeiro, próximo sábado, em Mendoza. Outra vez, não dá para esperar um clima amistoso.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo