ArgentinaSul-Americana

Olha como estádio fica empolgante quando tem torcida de verdade nas arquibancadas

“Recibimiento.” A festa que a torcida faz para a entrada do time em campo é tão importante para o argentino que até tem um nome próprio. É o momento em que o fanático recebe sua equipe, canta, joga papel picado e pula para energizar os jogadores antes de uma partida. Se for uma partida decisiva contra um rival, esse instante de troca pode ser a diferença entre ganhar ou perder (pelo menos é o que o torcedor gosta de acreditar).

LEIA MAIS: Setor vazio do Mineirão é a falência do modelo de ingressos caros no futebol brasileiro

Então, veja como foi o recibimiento do River Plate para o clássico contra o Boca Juniors nesta quinta no Monumental de Núñez, valendo pela partida de volta das semifinais da Copa Sul-Americana. Impossível não se empolgar, não se deixar levar pela torcida. Assim, fica fácil de entender como os Millonarios venceram por 1 a 0 e conquistaram a vaga na decisão contra o Atlético Nacional.

De qualquer modo, fica um pensamento inevitável. As torcidas da Argentina têm todos os defeitos do mundo, mas dá tristeza ver uma festa dessa e comparar com os estádios cada vez mais assépticos do Brasil. Nem uma final em clássico local sobreviveu à era de ingressos caros e torcedor-consumidor das novas arenas brasileiras.

Mostrar mais

Ubiratan Leal

Ubiratan Leal formou-se em jornalismo na PUC-SP. Está na Trivela desde 2005, passando por reportagem e edição em site e revista, pelas colunas de América Latina, Espanha, Brasil e Inglaterra. Atualmente, comenta futebol e beisebol na ESPN e é comandante-em-chefe do site Balipodo.com.br. Cria teorias complexas para tudo (até como ajeitar a feijoada no prato) é mais que lazer, é quase obsessão. Azar dos outros, que precisam aguentar e, agora, dos leitores da Trivela, que terão de lê-las.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo