Argentina

De tão fanático pelo Rosario Central, Di María tatuou sua paixão pelo clube na perna

Ángel Di María nunca escondeu a sua paixão pelo Rosario Central. Nascido na cidade, o craque chegou ao clube de coração ainda na infância, trocado por 20 bolas de futebol aos sete anos. O garoto atravessou toda a sua formação com os canallas, estreando na equipe profissional em 2005, aos 17. Sua passagem pelo time principal durou menos de duas temporadas, logo rumando ao Benfica. Ainda assim, o meio-campista reiterou algumas vezes o desejo de voltar ao Gigante de Arroyito ao final de sua carreira.

De qualquer maneira, Di María preferiu não esperar tanto para expor na pele o fanatismo pelo Central. O argentino tatuou um escudo do clube, assim como um palhaço com as cores canallas, além de símbolos arquitetônicos da cidade de Rosário. A imagem não ficará exposta dentro de campo, coberta pelo meião. De qualquer forma, jogue com a camisa de jogar, o jogador do PSG nunca poderá negar qual é sua verdadeira paixão.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo