América do Sul

Argentina e Uruguai devem concorrer juntos para a Copa de 2030

Argentina e Uruguai deverão solicitar oficialmente nesta quinta-feira a confirmação, por intermédio da Conmebol, do apoio das demais federações de futebol dos países sul-americanos para apresentar a candidatura conjunta para sediar a Copa do Mundo de 2030, que marcará os 100 anos de existência do maior torneio do futebol mundial.

Em entrevista ao site canchallena.com, o presidente da AFA, Julio Grondona, comentou: “Temos a aprovação do governo dos dois países para que em 2030 a Copa seja feita aqui. Acho que temos condições, apenas temos que analisar as exigências que vão nos fazer, pois não podemos fazer um torneio que escrivizaria o país. Se as exigências estiverem muito longe do nosso alcance, melhor não se candidatar”.

Conforme dito pelo presidente da AFA, nessa quarta-feira, os ministros das relações exteriores da Argentina, Héctor Timerman, e do Uruguai, Luis Almagro, se reuniram em Buenos Aires para promover a candidatura conjunta por meio de uma entrevista coletiva.

O comitê executivo da Conmebol se reunirá amanhã em Assunção para discutir o andamento dos torneios organizados por ela. Estarão presentes os presidentes das federações de futebol dos dez países membros do órgão e serão tratados, além da candidatura conjunta para a Copa, assuntos como a organização da Copa América e das Eliminatórias para a Copa de 2014. Em maio, os presidentes se reunirão novamente, desta vez para reeleger Nicolás Leoz para mais um mandato – será o sexto – à frente da Conmebol.

A única candidatura conjunta ocorrida na história das Copas aconteceu em 2002, quando Japão e Coreia do Sul sediaram o Mundial. Segundo o ministro do Turismo argentino, Enrique Meyer, as chances são boas: “A possibilidade é real pois a Copa do Mundo deverá ser realizada na Europa em 2026, o que abriria um espaço para que em 2030 ela seja realizada por aqui”.

Caso seja confirmada como sede, a Argentina até já tem planos sobre os estádios que deverão ser utilizados para a competição. O Monumental de Núñez passará por uma completa reforma e a “Nova Bombonera” deverá ser viabilizada. Para o restante do país, a intenção é ter uma sede por região. Assim, Jujuy, Salta e Tucumán deverão lutar por uma sede, enquanto as cidades de Córdoba e Mendoza já estariam garantidas, assim como La Plata e seu estádio recém-reformado. Já Rosário e Santa Fé lutarão novamente para ser sede e a novidade seria a construção de um estádio na região da Patagônia. No Uruguai, o estádio Centenário seria totalmente reformado e os estádios de Rivera, Maldonado e Paysandú seriam ampliados.

Segundo o site argentino, uma delegação da Fifa visitou Montevidéu e viajou para Assunção para assistir ao anúncio da candidatura conjunta. Logo após ao evento, a delegação voltará à Europa para apresentar um relatório na sede do órgão máximo controlador do futebol, que fica na Suíça. (FutebolPortenho.com.br)

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo