América do SulLibertadores

Agora líder, Corinthians se impõe sobre Cruz Azul

Com uma proposta de jogo mais ofensiva do que o normal nas últimas partidas, o Corinthians dominou o Cruz Azul e assumiu a liderança do Grupo 6 da Libertadores, com oito pontos. Para quem não viu o jogo no Pacaembu, o placar de 1 a 0 pode até enganar, diante das boas chances do clube paulista barradas pelo goleiro Corona. No fim, os cementeros ainda deram sufoco, mas a vitória era mesmo dos alvinegros, agora com oito pontos na chave, um a mais que os mexicanos.

A bola rolou e o Corinthians começou em ritmo intenso no ataque. Apesar do ímpeto ofensivo, no entanto, os alvinegros não conseguiam criar oportunidades de gol. A primeira finalização aconteceu aos oito minutos, com Alex chutando de longe e Jesús Corona caindo para a defesa. Não demorou muito para que a equipe de Tite diminuísse a velocidade, mesmo continuando a sufocar os mexicanos com a marcação adiantada no meio de campo.

Liedson aparecia pela primeira vez aos 16 minutos, arrematando de fora da área e errando a meta do Cruz Azul por centímetros. Os cementeros passaram a equilibrar um pouco mais a situação a partir da metade final da primeira etapa. E tiveram excelente oportunidade de abrir o placar aos 28 minutos. Após cruzamento da direita, Edixon Perea aparou de cabeça e Omar Bravo se adiantou à defesa, concluindo perigosamente para fora.

Se livrando do mau momento que começava a passar, o Corinthians inaugurou o marcador aos 35 minutos de jogo. Alex cobrou falta na faixa direita do campo e colocou a bola na cabeça de Danilo, que testou cruzado, sem tempo para a reação de Corona. Ainda assim, os mexicanos se mostravam mais acesos que no início de jogo e responderam aos 40, também em uma punição, batida por Christian Giménez ao lado do gol.

Mais uma vez os alvinegros voltaram ligados para campo e, logo no primeiro minuto do segundo tempo, Fábio Santos apareceu na cara do gol. O lateral tabelou com Alex, mas Corona saiu a tempo de salvar o Cruz Azul. Pouco depois, foi a vez de Paulinho invadir a área e chutar com força. Atento, Corona fez defesa providencial, espalmando para escanteio. Alex voltou a deixar Fábio Santos em boas condições aos seis minutos e Corona fez novo milagre.

Com total controle do jogo, o Corinthians seguia esbarrando no goleiro mexicano. Aos 14 minutos, Jorge Henrique fez boa jogada e arriscou de fora. Corona se esticou todo e agarrou a bola. Nas poucas vezes que saía, o Cruz Azul tinha dificuldades para passar pela linha de marcação alvinegra no meio de campo, sem ameaçar. E os espaços dos alvinegros aumentaram ainda mais aos 26, quando Fausto Pinto recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

Ainda assim, as chegadas dos paulistas ficavam limitadas a tiros de longa distância. Aos 28, Alex tentou surpreender de fora e Corona pegou. Já aos 32, foi a vez de Emerson explorar contra-ataque pelo lado direito do ataque, invadindo a área e chutando cruzado. Outra vez, quem se deu melhor foi o goleiro cementero, rebatendo a bola.

O Cruz Azul cresceu nos dez minutos finais e ameaçou a primeira vez aos 35, em jogada de bola parada. Giménez alçou a bola na área e Jair Pereira apareceu na segunda trave, mandando a bola ao lado do gol. Já aos 42, Manuel Vela fez o coração da Fiel disparar, ao carimbar a trave em tiro cruzado. No minuto seguinte, Maranhão finalizou da entrada da área e Júlio César foi buscar no ângulo, acabando com o sufoco e confirmando a liderança de sua equipe.

Mostrar mais

Equipe Trivela

A equipe da redação da Trivela, site especializado em futebol que desde 1998 traz informação e análise. Fale com a equipe ou mande sua sugestão de pauta: [email protected]

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo