As falhas de Loris Karius na decisão da Champions League, entre Liverpool e Real Madrid, tiveram influência direta na contratação de Alisson pelo clube inglês. Embora Jürgen Klopp tenha sinalizado com outra chance ao goleiro alemão, sua confiança desapareceu, a ponto de ele voltar a falhar em partidas de pré-temporada. Era uma situação insustentável. Os Reds, então, quebraram o recorde transferência de goleiros da época, posteriormente superado por Kepa, do Chelsea, para trazer Alisson da Roma. E Karius foi negociado com o Besiktas, da Turquia.

LEIA MAIS: Wolverhampton elimina o Liverpool, com belo gol de fora da área de Neves

Em entrevista exclusiva à revista FourFourTwo, o brasileiro comentou aquela decisão de Kiev e mostrou solidariedade com o colega de profissão. “Mesmo quando meu time marca depois de um grande erro do goleiro adversário, é uma sensação diferente para mim. Eu não comemoro como outros gols”, afirmou. “Eu sei o que passa na cabeça de um goleiro naqueles momentos. Eu fiquei triste pelo que aconteceu com Karius. Poderia ter acontecido com qualquer um”.

Os erros de Karius, junto com a lesão de Mohamed Salah, impediram que o Liverpool fizesse frente ao Real Madrid. Mas chegar à decisão europeia foi o sinal de um time em evolução. O projeto sólido de Anfield fez com que Alisson decidisse pelos Reds em vez de acertar com o Chelsea.

“Eu escolhi o Liverpool pelos mesmos motivos que eu fui para a Roma quando deixei o Brasil: pensei que seria a melhor transferência para a minha carreira”, disse. “O Chelsea estava trocando de treinadores e não jogaria a Champions League. Eu também sempre admirei a história do Liverpool. É um clube com cinco títulos da Europa. Eu realmente queria fazer parte dessa história”.

Classificado às oitavas de final, com a contribuição inestimável de uma defesa de Alisson nos minutos finais da partida decisiva contra o Napoli, o goleiro brasileiro, agora, sonha em abrilhantar essa história do Liverpool nas competições europeias. “Eu cheguei muito perto de vencer a competição pela Roma e estou trabalhando duro para fazer isso pelo Liverpool. O que é a vida, senão lutar pelos seus sonhos? Eu sonho em vencer a Champions League”, encerrou.