Alemanha

Quem era Junior Malanda, a promessa do Wolfsburg que morreu aos 20 anos

Forte, bom de bola e fã de Thierry Henry, nasceu Bernard Malanda-Adje, em Bruxelas, no dia 28 de agosto de 1994, e morreu neste sábado, aos 20 anos, como Junior Malanda, um promissor volante do Wolfsburg e das seleções belgas das categorias de base, depois de um acidente de carro debaixo de muita chuva e ventos fortes em Porta Westfalica, no Norte da Alemanha, segundo a imprensa alemã.

LEIA MAIS: Dez vezes em que homenagearam Deivid nesta temporada da Bundesliga

Malanda surgiu nas categorias de base da Bélgica. Defendeu o Bruxelas e o Anderlecht antes de se transferir para o Lille, aos 13 anos, em 2007. Na França, desenvolveu-se como um volante forte e bom no jogo aéreo, capaz de atuar tanto no meio-campo, quanto pelo meio da defesa e na lateral direita. Foi galgando as categorias das seleções belgas: oito jogos pelo sub-15, dez pelo sub-16, nove no sub-17, quatro no sub-18 e sete no sub-19. Atuou mais no sub-21, com 15 partidas e participação na campanha fracassada do país para se classificar à Eurocopa dessa idade.

A primeira temporada profissional de Malanda foi a de 2012/13, pelo Zulte Wargem, no seu retorno à Bélgica depois de ser liberado pelo Lille sem muita cerimônia. Estava determinado a provar que a expectativa de se tornar o Fellaini da nova geração poderia virar realidade. Jogou bem. Atuou em 24 das 28 partidas do time no Campeonato Belga, 21 vezes como titular. Tanto que já em janeiro começou a chamar a atenção de ligas mais fortes. Houve um interesse do Fulham na janela de inverno, mas o Waregem conseguiu segurá-lo com a promessa de que o liberaria para outro clube quando a temporada terminasse.

Ela se encerrou com o Zulte Waregem na segunda posição da Jupiler League, e Malanda cobrou a promessa. Em julho de 2013, o Arsenal e o Everton entraram nas especulações sobre o futuro do jovem volante, mas o Waregem estava de olho em fazer algum dinheiro. Alegando que o clube havia quebrado a sua palavra, sumiu por uma semana para pressionar os seus empregadores e anunciou que havia rescindido o seu contrato unilateralmente. A lei 78 da Bélgica permite isso, deixando aos tribunais a incumbência de determinar uma compensação para o clube. Disse que seu objetivo era jogar na Inglaterra ou na Alemanha.

Atropelando os ingleses, apareceu o Wolfsburg. Assinou com a jovem revelação naquele verão europeu e, talvez em um acordo para não se encrencar com a Uefa, emprestou Malanda de volta ao Zulte Waregem por mais alguns meses. Ele chegou à Alemanha depois da pausa de inverno, no começo de 2014, e estreou na Bundesliga entrando nos oito minutos finais da vitória por 3 a 0 sobre o Mainz.

Na sua primeira temporada no país, fez sete jogos na liga, cinco como titular, e começou jogando a semifinal da Copa da Alemanha contra o Borussia Dortmundo. Foi titular quatro vezes na atual edição da Bundesliga e ainda não havia se firmado. Se nos seus primeiros seis meses pelo Wolfsburg fez dois gols, não balançou as redes nenhuma vez no último semestre do ano passado. Poderia, justamente contra o Bayern de Munique, mas aconteceu isso aqui:

De qualquer forma, tinha apenas 20 anos e muito tempo para evoluir. Como todo jovem, adorava as redes sociais e utilizava tanto o Twitter quanto o Instagram constantemente. Tirava várias selfies nos bastidores da seleção belga com companheiros como Thorgan Hazard e fez algumas homenagens a Thierry Henry, a quem tinha como ídolo, quando o francês anunciou a sua aposentadoria. Um jovem como qualquer outro, com o dom de jogar futebol, cuja vida encontrou o fim em uma árvore no norte da Alemanha.

Veja lances de Junior Malanda:

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo