AlemanhaBundesliga

Na Bundesliga, divisão de TV é equilibrada, mas o bolo para dividir é pequeno

Quando Bayern de Munique e Borussia Dortmund chegaram à final da Liga dos Campeões na temporada 2012/13, os olhos se voltaram à Bundesliga. Os elogios à liga alemã foram enormes pela sua boa infraestrutura, a maior média de pública da Europa e dois times fortes decidindo o principal campeonato de clubes europeu. Quando se trata de TV, a Bundesliga é fato um exemplo de equilíbrio, mas também enfrenta seus problemas. A razão é simples: a divisão do bolo é bastante equilibrada, mas não tem tanto bolo assim para dividir.

TEMA DA SEMANA: Como é distribuído o dinheiro da TV nos campeonatos no mundo

foother-fut-fanatics

Há peculiaridades que precisam ser explicadas no caso alemão. A primeira é que o dinheiro de TV é distribuído não só entre os times da Bundesliga, mas incluindo também a segunda divisão. É o único contrato das grandes ligas que também inclui a segunda divisão. A partir da terceira divisão do país, quem cuida é a Federação Alemã (DFB), não a liga. A medida ajuda a dar mais saúde financeira aos times da 2.Bundesliga e fazer que o futebol do país como um todo seja economicamente mais sólido.

Além disso, há uma questão complicada na Alemanha: é o país com mais canais de TVs abertos entre os principais países da Europa. Ao contrário da Inglaterra, por exemplo, na Alemanha há jogos sendo exibidos na TV aberta, ainda que não em profusão. Somando a isso, o fato de o preço médio dos ingressos ser menor também torna assistir pela TV um programa menos atrativo – e lucrativo, do ponto de vista das emissoras. Com isso, o valor pago pelas TVs não é tão alto como se poderia imaginar, já que o país é o mais rico na Europa, com a economia mais forte. Só que a austeridade que faz do país de Angela Merkel menos suscetível a crises também impede que valores astronômicos sejam pagos nesse sentido.

Outra consequência de ter direitos de transmissão mais enxutos é o ganho de importância de acordos comerciais como fonte de renda. O Bayern de Munique é o clube com maior faturamento em patrocínios do mundo, e é esse fato que cria o desequilíbrio econômico no futebol alemão e permite à equipe bávara competir financeiramente com as potências de Inglaterra e Espanha (algo que nem o Borussia Dortmund consegue).

Como o bolo é dividido?

A Bundesliga fechou um novo acordo para transmissão em 2013 para as temporadas 2013/14 até a 2016/17. O valor do acordo é de € 628 milhões por temporada para os direitos de TV locais. Os direitos de TV internacionais chegaram a € 70 milhões. Com isso, o valor total chegou a € 698 milhões. A divisão desses direitos segue um ranking de desempenho das últimas cinco temporadas.

A partir da temporada 2014/15, não será considerada a temporada atual para pagamento. Ou seja: os times que disputam a Bundesliga na temporada 2014/15 recebem o dinheiro de acordo com as cinco temporadas anteriores (2009/10 até 2013/14). Antes, o valor do dinheiro de TV era pago ao final da temporada, de acordo com a posição do time. Por isso, podia variar e o clube não sabia quanto receberia. Com a mudança, o clube pode planejar sabendo exatamente quando receberá ao final da temporada. O bom desempenho na temporada atual só será sentida na temporada seguinte.

É levado em consideração a posição do time na tabela, atribuindo um peso maior às temporadas mais recentes. Como são considerados os 18 times da Bundesliga e os 18 da 2.Bundesliga, a segunda divisão, são atribuídos 36 pontos para o primeiro colocado da primeira divisão e diminui um ponto sucessivamente até o último colocado da segundona, que ganha 1 ponto. Essa pontuação é multiplicada pelo peso de cada temporada: a mais recente (que, neste momento, é 2013/14) vale 5; a temporada anterior (2012/13), 4; duas temporadas antes (2011/12), 3; três temporadas antes (2010/11), 2; e, por fim, quatro temporadas antes (2009/10), 1.

Uma parte do dinheiro recebido pela TV vai para um fundo da liga. O resto é distribuído assim: 80% (€ 513,6 milhões) é para a Bundesliga e 20% (€ 128,4 milhões) para a 2.Bundesliga. A divisão por posição na tabela na Bundesliga é dada pelo fator 2 para 1, ou seja: o primeiro colocado recebe exatamente o dobro do último. Entre um e outro, há uma diferença proporcional. Na 2.Bundesliga, a proporção é 2.25 para 1, ou seja, o primeiro colocado recebe 2,25 vezes mais que o último.

Veja:

Quem transmite a Bundesliga?

Sky Deutschland (canal fechado): todos os jogos

ARD (canal aberto): 4 jogos (abertura e encerramento da temporada e os dois jogos do playoff contra o rebaixamento)

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:

ESPECIAL: Por que você nem sempre você o jogo que quer na sua TV

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo