AlemanhaBundesliga

Épico na neve: Freiburg transforma 0x3 em 4×3, com um gol no último lance

O Colônia vive uma temporada horripilante na Bundesliga, é verdade. Não havia vencido uma partida sequer nas primeiras 14 rodadas, o que culminou na demissão de Peter Stöger, mesmo sendo o responsável por recolocar os Bodes nas copas europeias depois de 25 anos. E justo no primeiro jogo pela liga sem o comandante, anunciado neste domingo pelo Borussia Dortmund, os alvirrubros pareciam prontos a se recuperar. Em meia hora, já tinham marcado três gols contra o Freiburg, até então o outro ocupante da zona de rebaixamento. Mas a história no Estádio Rhein-Energie não terminou com o renascimento do Colônia, e sim com sua sepultura. De maneira épica, os visitantes conseguiram reverter a diferença. Com dois gols agônicos, arrancaram a virada por 4 a 3 e deixaram o Z-2.

Não era um jogo fácil de se disputar em Colônia. Mais do que o desespero dos times, a neve intensa que caía no gramado era outro obstáculo evidente. Ainda assim, os donos da casa aproveitaram para atropelar os visitantes nos primeiros 30 minutos. Lucas Klünter abriu a contagem em um ataque rápido aos oito, Sehrou Guirassy ampliou aos 16, batendo pênalti, e Caleb Stanko, após tomar um tombo na neve, fez contra aos 29. A camada de gelo sobre o gramado, aliás, atrapalhava tudo. Na cobrança da penalidade, o árbitro precisou contar os passos, porque ninguém conseguia identificar a marca da cal.

A reação do Freiburg começou aos 39, em belo chute de Nils Petersen que fez a neve nas redes voar. E o centroavante, prata nos Jogos Olímpicos de 2016, seria o protagonista da reviravolta. No segundo tempo, a nevasca diminuiu e o campo estava mais limpo. O segundo gol dos visitantes saiu aos 20, em cabeçada de Janik Haberer. Já nos instantes finais, dois pênaltis infantis cometidos pelo Colônia determinaram a desgraça. Petersen converteu o primeiro aos 45. Já o segundo aconteceu no estouro do relógio. Foi o centroavante balançar as redes e o árbitro apitar o final do confronto.

O resultado demonstra que o problema do Colônia não era apenas Peter Stöger, depois de uma refugada digna de Peter Bosz. E a situação na rabeira da tabela fica ainda mais difícil, numa rodada em que os times logo acima venceram. Já o Freiburg vai para a zona dos playoffs, mas ao menos ultrapassa o Werder Bremen, que retorna à penúltima posição mesmo depois de ter derrubado o Borussia Dortmund no Signal Iduna Park.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo