O atacante , do , não conseguiu ajudar seu time a vencer o . No entanto, sua maior contribuição à equipe na derrota fora de casa por 2 a 1 aconteceu de maneira inusitada. As 43 minutos do segundo tempo, o goleiro Christian Wetklo, que havia substituído Heinz Müller no começo do segundo tempo, se atrapalhou todo ao sair do gol, fez falta em Arkadiusz Milik e acabou expulso. Sem nenhuma outra substituição disponível, o técnico Thomas Tuchel teve de mandar Polter ao gol.

A falta para o Augsburg era perigosa, mas Polter mostrou que, se não fosse atacante, poderia ter seguido a carreira de goleiro. fez jus ao sobrenome e bateu colocado, com qualidade. O atacante do Mainz, no entanto, se esticou e foi buscar a bola, evitando o terceiro gol do time da casa. Polter pode não ter feito nenhum gol durante a partida, mas sua defesa certamente apagou a atuação ineficiente no ataque, mesmo que não tenha mudado a história da partida.