A torcida do Fulham nunca aceitou completamente o fato de haver uma estátua de Michael Jackson na frente de seu estádio. Ideia de Mohamed Al-Fayed, dono do clube e amigo do Rei do Pop, em 2011. Pois o milionário egípcio vendeu os Cottagers para o norte-americano Shahid Khan e já teve gente pensando: “ah, agora a gente se livra da estátua”.

Vamos com calma. Nesta segunda, Al-Fayed deu entrevista à imprensa inglesa e deixou claro que, antes de vender o Fulham, avisou que a imagem de Michael Jackson deveria ficar onde está. Segundo o egípcio, ela seria tombada.

Não, não é. Segundo o site do Patrimônio Histórico Britânico, dois setores da arquibancada do estádio Craven Cottage são tombados, mas não há menção à estátua do artista norte-americano. No entanto, nada impediu Al-Fayed de incluir a manutenção da imagem como condição de venda. Será que ele levaria isso tão a sério assim?