Kjell Scherpen é um goleiro de 19 anos, do Emmen, que tem chamado a atenção na Eredisivisie, apesar da péssima campanha do clube que defende. O que mais chama a atenção sobre a contratação, porém, é que o goleiro tem um histórico de ter publicado tuítes criticando o Ajax e elogiando o Feyenoord, dizendo que o clube de Roterdã era onde ele sonhava jogar um dia. Claro, isso foi antes dele se tornar um profissional. Torcedores do Ajax se revoltaram e chegaram a dizer que o jogador não seria bem-vindo antes mesmo do anúncio, quando ele era apenas especulado. O Ajax não desistiu da contratação. Fez melhor do que isso: usou o bom humor para anunciar o reforço, em vídeo publicado no Twitter, recebendo uma aula dos diretores Marc Overmars e Edwin van der Sar.

No vídeo divulgado pelo clube de Amsterdã, é mostrada a escola do Ajax e alguém aparece escrevendo repetidas vezes, ao estilo Bart Simpson, “Ajax is de mooiste club van Nederland”, algo como ‘O Ajax é o clube mais bonito da Holanda”. É mostrado o goleiro Kjell Scherpen. Os professores Overmars e Van der Sar aparecem olhando, de maneira séria. No final, Van der Sar bate na mesa e grita: “Nu nog honderd!”, algo como “Agora 100 vezes!”.

Uma forma bastante bem-humorada para tratar de um assunto que gera controvérsia entre os torcedores. O clube não deixa de contratar o jogador que se interessa e considera adequado; usa um vídeo leve e engraçado para dizer que o jogador foi “educado” para não fazer mais isso; ainda repercute de forma interessante. Uma solução que parece inteligente em um problema que já aconteceu em outros lugares. Inclusive no Brasil.

O São Paulo, por exemplo, chegou a anunciar Getterson, que estava no J. Malucelli, mas o dispensou após encontrar publicações no seu Twitter com termos homofóbicos contra o clube e elogiando o Corinthians. É claro que o caso precisa ser analisado, porque algumas ofensas podem ser graves e no próprio caso de Getterson isso foi levado em conta. De qualquer forma, com a era das redes sociais, os jogadores jovens por veze possuem um histórico de publicações, algumas bastante lamentáveis. Como contornar esse tipo de coisa? O Ajax mostrou que dá para contornar. Nem é tão complicado.

Falando de campo, Kjell Scherpen tem 19 anos e é goleiro do Emmen, um clube que faz péssima campanha na Eredisivise. Ele se tornou titular, jogou 33 jogos até aqui, algo incomum para um goleiro tão jovem na sua temporada de estreia, e é elogiado pelo técnico da seleção sub-19 da Holanda, Maarten Stekelenburg (homônimo do atual goleiro reserva do Everton). “O que você irá notar muito rapidamente em Kjell é que ele não pode ser facilmente incomodado por qualquer um, como se espera de alguém da sua idade. Ele é maduro e estável, não se confunde com atenção ou com críticas. Isso é um indicador importante para um talento jovem. Com o correr dos dias, você frequentemente os vê afundando quando confrontado com coisas como essas, mas talentos reais permanecem estáveis”, analisou o ex-goleiro.

“Ele se beneficiou enormemente de todo aquele tempo de jogo em Emmen, fisicamente ele também fez grandes avanços. Um ano ou dois atrás, ele era realmente um pouco magro, agora ele tem muito mais força. Há um urso no gol com Kjell, em termos de comprimento e tamanho. E então você tem que verificar que ele continuará tamanho até que tenha 25 anos”, declarou ainda Stekelenburg. Aparentemente, na visão do ex-goleiro, o Ajax ganha um jogador importante para o futuro. E ainda ganhou mídia.