O Ajax da temporada 2005/6 terá um capitão diferente das duas últimas. Com a saída de Rafael van der Vaart e com a contusão do experiente volante Tomas Galasék, o Ajax passou a ter como capitão o zagueiro francês Julien Escudé, contratado há dois anos para substituir o então capitão Christian Chivu, que foi para a Roma.

A escolha de Escudé para assumir a braçadeira foi feita pelo grupo de jogadores do Ajax. O treinador Danny Blind, defensor nos seus tempos de jogador, aprovou a escolha e disse que Escudé tem todas as condições de liderar o time, por causa de sua personalidade forte.

Escude chegou ao Ajax vindo do Rennes, depois de ter começado sua carreira no Cannes (o mesmo time que revelou Zidane). É um defensor que pode atuar como zagueiro central, quarto zagueiro ou pela lateral-esquerda, mais ou menos as posições que seu antecessor, Chivu, exercia no time.

Na seleção francesa, Escudé ganhou sua primeira convocação em março deste ano, quando o zagueiro Evra, do Mônaco, se machucou. O técnico da França, Raymond Domenech, já conhecia Escudé da seleção francesa de categorias inferiores.