“Segure a bola. Como Román, que está para terminar o primeiro tempo e estamos ganhando. O gancho de Redondo. A pedalada de D’Alessandro. A pisada de Carlitos. O chiclete. É um momento difícil da partida. E por mais vontade que tenha de sair, tem que segurar a bola em casa. Não saia de forma inoportuna. Onde quer ir? Já sei, esta partida parece interminável. Não fique angustiado, não me abandone. O mundo está vendo como a Argentina joga bem, mas acorde que ainda não ganhamos nada”.

Esta é a primeira parte do vídeo da AFA, que fala sobre a quarentena que a Argentina vive. O país está em uma quarentena rigorosa desde o dia 20 de março, quando o presidente Alberto Fernández decretou diversas restrições. Sair às ruas, só para quem trabalha em serviços essenciais ou precisa ir ao mercado. E é preciso andar com autorização nas mãos.

O país tem uma situação controlada em relação ao coronavírus. São 5.598 casos, segundo informado pelo Google, com 293 mortes e 1.646 recuperados. Por lá, claro, as pessoas estão sofrendo com a quarentena, como acontece em qualquer lugar do mundo. O governo estendeu a quarentena até o dia 24 de maio.

O vídeo, divulgado no último dia 4 de maio, faz diversas metáforas com o futebol. O jogo contra o coronavírus é bem difícil. Ficar em casa é um desafio para as pessoas. E, por isso, é como ter que segurar a bola em um jogo que está chegando ao final do primeiro tempo. Não se pode deixar a bola cair.

Os vídeos sobre futebol na Argentina são sempre golaços. São muitos os exemplos, especialmente quando se está perto da Copa. Os argentinos sabem bem traduzir a paixão pelo jogo e a relação emotiva com este esporte que tanto encanta. Neste quesito, os argentinos nos goleiam.