A Lazio sustenta um início de temporada ótimo na Serie A, por mais que não seja suficiente para se intrometer na briga dos líderes. Os biancocelesti já possuem uma razoável vantagem de quatro pontos na terceira colocação e conquistaram neste sábado sua sétima vitória consecutiva no campeonato. Um resultado que, de fato, evidencia o momento magnífico do time de Simone Inzaghi: se ninguém era capaz de romper a invencibilidade da Juventus, os laziali conseguiram. Dentro do Estádio Olímpico, a vitória por 3 a 1 foi soberana, até mesmo com um pênalti desperdiçado na reta final.

O grande trunfo da Lazio neste primeiro turno é o seu ataque. O quarteto ofensivo funciona bem e o time possui o segundo maior número de gols, 36 no total, um a menos que a Atalanta. A Juventus, vacilante nas últimas semanas, provou desse veneno. Não segurou um adversário mais agressivo, especialmente quando os bianconeri ficaram com um jogador a menos. As circunstâncias foram decisivas, mas não que a Velha Senhora tenha brilhado.

Depois de algumas chances da Lazio, a Juventus passou a dar as cartas na partida. Paulo Dybala exigiu uma intervenção decisiva de Thomas Strakosha e Federico Bernardeschi errou uma conclusão na pequena área, até que o gol saísse naturalmente aos 25. Numa bela construção coletiva, Rodrigo Bentancur avançou à linha de fundo e acertou o cruzamento para Cristiano Ronaldo, que arrematou com a meta aberta.

A partida seguiu aberta durante o final da primeira etapa. A Lazio passou a pressionar mais, embora Strakosha tenha evitado o segundo gol de Ronaldo. E o esforço dos biancocelesti valeria a comemoração. Aos 45, os anfitriões tiveram um pênalti negado pelo VAR, mas aproveitaram o escanteio na sequência. Na troca de passes ao redor da área, Luis Alberto cruzou e o zagueiro brasileiro Luiz Felipe cabeceou às redes.

O jogo perdeu intensidade no início do segundo tempo, com um pouco mais de posse à Juve. Porém, a situação da Velha Senhora se tornaria bem mais difícil a partir dos 24 minutos. Juan Guillermo Cuadrado cometeu uma falta em Manuel Lazzari e, depois da revisão no vídeo, o árbitro optou pela expulsão, diante da manifesta chance de gol. O colombiano ainda causou confusão na saída de campo, ao discutir com Leonardo Bonucci.

Danilo entrou depois disso, mas a Juventus se perdeu. A Lazio virou o placar aos 29, com a participação decisiva de Luis Alberto. O espanhol deu um lançamento magistral, que atravessou todo o campo de ataque e encontrou Sergej Milinkovic-Savic pelo lado esquerdo da área. O sérvio dominou com estilo, antes de fuzilar. Com um a menos, os bianconeri ficaram abertos aos ataques dos biancocelesti. Os visitantes já estavam na lona.

Aos 33, Joaquín Correa saía na cara do gol e foi derrubado por Szczesny. Pênalti, que Ciro Immobile cobrou. O goleiro foi simplesmente fenomenal no lance, ao espalmar o chute e ainda se recuperar para defender o rebote. Contudo, com a Juventus martelando em bolas alçadas, logo a Lazio acharia espaços ao terceiro. Szczesny ainda parou Lazzari, mas nada pôde fazer quando Felipe Caicedo apareceu para concluir o rebote, num contra-ataque de três contra um. Não tinha como negar o merecimento dos romanos, sobretudo com um a mais.

O resultado respalda a campanha da Lazio e até indica que o time pode almejar algo a mais. Os laziali somam 33 pontos, a cinco da Internazionale e a três da Juventus. No fim das contas, a Velha Senhora desperdiçou uma baita oportunidade. Após o empate dos nerazzurri contra a Roma, poderiam tomar a liderança, mas permitiram que os rivais ampliassem a diferença. São dois tropeços consecutivos dos juventinos que, ao menos, já estão classificados na Champions.

Classificações Sofascore Resultados