Copa Africana de Nações

Boletim da CAN 2022: Serra Leoa empata com Costa do Marfim e Guiné Equatorial surpreende a Argélia

Serra Leoa consegue um empate histórico diante da Costa do Marfim no final, Guiné Equatorial consegue a maior zebra do torneio e Tunísia goleia. Veja o resumo do dia na CAN 2022

A Copa Africana de Nações é um torneio que produz muitas zebras e este domingo teve grandes doses exatamente disso. Serra Leoa conseguiu um empate dramático com a Costa do Marfim, enquanto a Guiné Equatorial surpreendeu e venceu a Argélia no mesmo grupo. Além disso, Gâmbia e Mali ficaram no 1 a 1 e a Tunísia goleou a Mauritânia por 4 a 0.

VEJA MAIS: Um guia com os apelidos das 54 seleções do continente

Gâmbia 1×1 Mali

O primeiro jogo do dia foi um empate pelo Grupo F. O jogo seguiu 0 a 0 a maior parte do jogo, mas na reta final os dois times conseguiram balançar as redes. Primeiro, em um pênalti marcado aos 31 minutos a favor de Mali, depois de consulta ao VAR. Ibrahima Kone cobrou e fez 1 a 0.

O curioso é que aconteceu o mesmo para o outro lado. Já com 45 minutos do segundo tempo, pênalti marcado também com o auxílio do VAR. Musa Barrow, então, foi quem cobrou, marcou e empatou o jogo em 1 a 1.

Com o resultado, Gâmbia e Mali estão empatados em primeiro lugar no Grupo F, com quatro pontos. A Tunísia tem três pontos e a Mauritânia não tem nenhum ponto.

Tunísia 4×0 Mauritânia

No jogo com mais gols no dia, a Tunísia se recuperou da derrota na primeira rodada e goleou a Mauritânia, seleção mais fraca do grupo. Dominando o jogo desde o início, as Águias do Cartago, como a seleção da Tunísia é conhecida, conseguiram dois gols rapidamente.

O primeiro gol saiu aos quatro minutos, com Hamza Mathlouthi. Aos oito, veio o segundo: Mahbi Khazri marcou e ampliou o placar para 2 a 0. Foram os gols do primeiro tempo. No segundo, Wahbi Khazri marcou mais um aos 19 minutos e, aos 21 minutos, Seifeddine Jaziri marcou mais um e fechou a conta em 4 a 0.

A Tunísia segue viva, com três pontos, e vai para a última rodada para enfrentar a Gâmbia por uma vaga na próxima fase. A Mauritânia fecha a primeira fase contra Mali. Os dois jogos acontecem na próxima quinta.

Costa do Marfim 2×2 Serra Leoa

Em um confronto que envolve uma potência do continente como a Costa do Marfim contra uma seleção de pouca tradição como é Serra Leoa, a expectativa era, claro que os Elefantes vencessem com alguma tranquilidade. Mas assim como foi na primeira rodada, Serra Leoa mostrou que não eram favas contadas e arrancaram um empate por 2 a 2.

Se na primeira rodada arrancou um empate com a Argélia por 0 a 0, desta vez os Estrelas Leoas conseguiram um empate dramático, nos acréscimos, em uma partida que os marfinenses deram muita sopa para o azar. Mais do que isso: o gol sofrido no final foi fruto de uma infeliz falha do goleiro.

Logo aos 12 minutos, a Costa do Marfim teve a chance de abrir o placar em um pênalti, mas Franck Kessié cobrou e o goleiro Mohamed Kamara defendeu. Ele já tinha sido destaque na primeira rodada, quando ganhou o prêmio de melhor em campo no 0 a 0 com a Argélia. A Costa do Marfim abriria o placar aos 25 minutos. Desta vez, Wilfried Zaha fez a jogada e acionou o atacante Sébastien Haller pelo meio, e o atacante foi preciso na finalização: 1 a 0.

O empate sairia no segundo tempo. Os marfinenses ficaram muito recuados, esperando contra-ataques, e Serra Leoa conseguiu o empate. Mohamed Buya Turay acionou Musa Noah Kamara, que soltou uma bomba para vencer o goleiro Badra Ali Sangaré: 1 a 1. Pareceu uma punição aos Elefantes, que tinham mais volume de jogo, mas pouco conseguiam fazer para de fato ampliar o placar.

Aos 20 minutos do segundo tempo saiu o segundo gol marfinense. Ibrahim Sangaré fez a jogada, tocou para Nicolas Pépé na direita e o atacante do Arsenal chutou rasteiro, no canto, e marcou: 2 a 1. O time poderia ter ampliado em algumas chances criadas, como uma bola que Hamed Junior Traoré recebeu pelo meio, livre, e engrossou ao tocar por cima do gol.

A punição veio no fim: em uma bola recuada, o goleiro Badra Ali Sangaré se atrapalhou com o gramado horroroso ao se jogar para fazer uma defesa e deixou a bola escapar. Steven Caulker aproveitou e tocou para o meio, onde estava Alhaji Kamara, que também tropeçou no gramado ruim, mas ainda conseguiu se levantar para tocar para o gol e empatar: 2 a 2, aos 47 minutos do segundo tempo.

O drama aumentou porque o goleiro Badra Ali Sangaré se machucou no lance do gol de empate e os marfinenses já tinham feito as três alterações. Serge Aurier foi para o gol nos minutos finais, que foram dramáticos. Serra Leoa chegou a sonhar com a vitória, mas no fim, ficou 2 a 2 mesmo.

O resultado deixa a Costa do Marfim ainda em primeiro lugar com quatro pontos, com Guiné Equatorial com três, Serra Leoa com dois e Argélia com um.

Argélia 0x1 Guiné Equatorial

A maior zebra do dia foi mesmo a Guiné Equatorial diante da Argélia. Até porque as Raposas do Deserto são, atualmente, uma das melhores seleções africanas em atividade, além de ser a atual campeã africana. A vitória por 1 a 0 foi inesperada e veio graças também à falta de efetividade dos argelinos, que conseguiram criar poucas chances claras.

O jogo foi muito travado no primeiro tempo, com os argelinos tendo mais a bola, mas fazendo pouco com ela nos pés. Foram só quatro chutes a gol da Argélia, com dois no alvo. Um jogo que Guiné Equatorial não reclamava, claro. Conseguia impedir as principais ações argelinas.

Na segunda etapa, a Argélia tentou ir mais para cima. Só que continuou bem longe de criar grandes chances. Mesmo com as mexidas que o técnico Djamel Belmadi fez, o time continuava sem conseguir criar muitas chances.

Aos 24 minutos, a surpresa se concretizou. Após cobrança de escanteio, a bola foi desviada por Josete Miranda e sobrou na segunda trave para Esteban Obiang, que finalizou e colocou no fundo da rede: 1 a 0. O jogador, nascido em Zaragoza, na Espanha, é de origem de Guiné Equatorial e decidiu jogar pelo país dos pais, que o colocaram para adoção.

A Argélia tentou mudar, melhorar, criar chances, mas o time estava em um dia muito fraco. Buscou e até conseguiu criar uma chance ou outra, mas não conseguiu marcar. O placar final ficou mesmo 1 a 0 para Guiné Equatorial, o que fez com que os jogadores comemorassem muito em campo, com razão.

Agora a situação fica complicada para o atual campeão. A Costa do Marfim lidera com quatro pontos, Guiné Equatorial tem três e Serra Leoa tem dois. A Argélia é lanterna do Grupo E, com um ponto. Nem tudo está perdido, porém. Na última rodada, as Raposas do Deserto farão o jogo mais difícil da chave contra a Costa do Marfim e terão a missão de vencer para não serem eliminados precocemente. Os jogos serão no dia 20, quinta-feira.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo