Copa Africana de Nações

Boletim da CAN 2022, Grupo F: Gâmbia se confirma como uma sensação do torneio, vence a Tunísia e avança

Gâmbia fica com a segunda posição do Grupo F, atrás de Mali apenas no saldo de gols, enquanto a Tunísia se safa como um dos melhores terceiros

Gâmbia faz apenas sua estreia na Copa Africana de Nações, mas chega aos mata-matas como um adversário para se respeitar. Os Escorpiões fizeram uma ótima campanha no Grupo F e chegaram aos sete pontos, na segunda colocação apenas pelo saldo inferior ao de Mali. Ainda assim, os gambianos fecharam a chave com um excelente resultado: venceram a favorita Tunísia por 1 a 0, num jogo em que resistiram à pressão das Águias de Cartago. Os tunisianos, pelo menos, evitaram um vexame e passaram como um dos melhores terceiros colocados, mas com apenas três pontos.

Mali se confirmou na primeira posição com o triunfo por 2 a 0 sobre a Mauritânia. Pegará Guiné Equatorial nas oitavas. Gâmbia desafiará Guiné, enquanto a Tunísia terá a parada mais difícil contra a Nigéria, única equipe com 100% de aproveitamento na competição.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Gâmbia 1×0 Tunísia

Mesmo lidando com um surto de COVID-19 no elenco e levando apenas cinco jogadores para o banco, a Tunísia teve o domínio contra Gâmbia. E isso se notou desde o primeiro tempo: os tunisianos acumularam 75% de posse de bola, com 10 finalizações. Porém, as Águias de Cartago tiveram dificuldades para converter suas chances e falharam muito nos arremates. Aos 45 minutos, chegaram até a perder um pênalti, o terceiro nesta CAN. Seifeddine Jaziri não cobrou bem e o goleiro Baboucarr Gaye aproveitou para fazer a defesa em seu canto direito. Os gambianos, por sua vez, atacaram apenas esporadicamente na primeira etapa, quase sempre em chutes de longe.

O segundo tempo voltou com a Tunísia no controle, mas ainda com dificuldades. Gâmbia cresceu com o passar dos minutos e, em meio às oportunidades, Musa Barrow acertou o travessão numa cobrança de falta potente. Na reta final, as Águias de Cartago ainda tentaram uma pressão para a vitória. No entanto, os gambianos é que acabariam vencendo, num resultado que os tirou do caminho da Nigéria. Aos 48, Barrow cruzou e Ablie Jallow dominou com espaço pelo lado direito da área. O camisa 3 mandou uma sapatada no ângulo, sem chances de defesa. Golaço importantíssimo aos Escorpiões.

Mali 2×0 Mauritânia

Mali tinha a classificação garantida e pegava a pior equipe do grupo. Assim, as Águias não demoraram a construir sua vitória sobre a Mauritânia. O primeiro gol saiu aos dois minutos, numa jogada pela direita que rodou a área até chegar para Massadio Haidara na esquerda. O lateral chutou de primeira, no contrapé do goleiro, e correu para o abraço. O primeiro tempo seguiu amplamente dominado pelos malineses, mas sem novos gols. O artilheiro Ibrahima Koné chegou a ficar no mano a mano com Babacar Diop, parando no goleiro.

O segundo gol surgiu logo no início do segundo tempo, aos quatro minutos. Num pênalti claro a favor de sua equipe, Ibrahima Koné cobrou com firmeza e deu mais tranquilidade ainda. Os malineses permaneceram no controle na sequência do jogo, até mais agressivos do que na primeira etapa. Koné e Mohamed Camara voltaram a levar perigo, errando o alvo. Já a Mauritânia se limitava às bolas paradas e, na melhor chance do time, o goleiro Ibrahim Mounkoro frustrou Adama Ba. Os mauritanos deixam a CAN com a pior campanha desta edição, sem um pontinho sequer.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo