Copa Africana de Nações

A Copa Africana de Nações de 2023 tem sua data alterada e mais uma vez ocorrerá no início do ano, em janeiro de 2024

Por causa das chuvas que afetam a Costa do Marfim no meio do ano, a CAF decidiu mudar a realização do torneio para janeiro e fevereiro

As alterações no calendário da Copa Africana de Nações se tornaram rotineiras nos últimos anos, seja por mudança de sede ou para alternar o período do ano em que o torneio será realizado. Isso acontece de novo. Neste domingo, a Confederação Africana de Futebol anunciou que a CAN 2023 ocorrerá, na verdade, no início de 2024. A Costa do Marfim permanecerá como país-sede, mas solicitou a mudança. A justificativa é a mesma que alterou as datas da edição mais recente, em Camarões: as chuvas que afetam o país no meio do ano.

“Não podemos ter esse risco. Janeiro não é o momento ideal por causa dos clubes europeus, mas é a única escolha que temos”, declarou o presidente da CAF, Patrice Motsepe, antecipando a principal discussão sobre a mudança de data. Por conta da Copa do Mundo e da proximidade com a última CAN, a confederação preferiu adiar as datas para janeiro de 2024, em vez de antecipar para janeiro de 2023. Segundo os dirigentes da CAF, não há a intenção de novamente transferir a competição em definitivo para o começo do ano.

A CAF havia alterado o período do ano em que a Copa Africana ocorreria a partir de 2018. O torneio tradicionalmente realizado no início do ano passaria à intertemporada, entre junho e julho – o que afetaria menos os insatisfeitos clubes europeus quanto aos desfalques. Porém, apenas a CAN 2019 atendeu à alteração, organizada pelo Egito. Camarões pediu a alteração em relação às chuvas para 2021 e foi atendido, embora a competição tenha sido realizada apenas em 2022 por conta da pandemia.

Esta será a segunda edição da Copa Africana de Nações realizada pela Costa do Marfim, a primeira desde 1984. Os marfinenses deveriam ter sediado a competição em 2021, mas houve uma troca na ordem das sedes, com a organização adiada por dois anos. Quatro estádios foram ou estão sendo construídos para a competição, enquanto outros dois passam por amplas reformas. Cinco cidades participarão da organização, com dois palcos na capital Abidjan.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo