Um dos principais ícones do River Plate ao longo duas últimas décadas, Ariel Ortega anunciou sua aposentadoria do futebol. Aos 38 anos de idade, o meia estava emprestado pelos Millonarios ao Defensores de Belgrano, que disputa a terceira divisão do futebol argentino. Nos últimos anos, o jogador sofreu com o alcoolismo, acumulando problemas disciplinares.

“Não é que tenha me cansado. É uma decisão muito importante na minha vida, porque o futebol é importante para mim. Creio que este é o momento. Falei com meu filho, comentei com meus pais e tomei a decisão. Chegou a hora de dizer basta. Fui privilegiado por ter dividido o campo com Maradona, Francescoli e Romário. São grandes coisas que o futebol me deu”, disse durante o anúncio.

Ortega reiterou sua vontade em realizar uma partida de despedida, vestindo as cores do River Plate: “Tomara que minha despedida possa acontecer no estádio Monumental. Seria algo maravilhoso para mim”.

Promovido aos profissionais do River em 1991, Ortega permaneceu em Núñez até 1996, quando partiu para o Valencia após a conquista da Copa Libertadores. O meia atuou por Sampdoria e Parma, antes de retornar aos Millonarios. Também passou pelo Fenerbahçe, antes de rodar por outros clubes argentinos, como Newell’s Old Boys, Independiente Rivadavia, All Boys e Defensores de Belgrano.

Já pela seleção argentina, o meia disputou 87 partidas oficiais, anotando 17 gols. Com a equipe nacional, Burrito disputou as Copas do Mundo de 1994, 1998 e 2002, além de ter conquistado a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 1996.