O jogo que o Lyon fez diante do Barcelona na final da Champions League Feminina, em uma vitória impressionante por 4 a 1, fez com o holofote ficasse mais um vez sobre o time francês, o mais dominante do futebol feminino. A craque do time, Ada Hegerberg, primeira vencedora da Bola de Ouro em versão feminina, elogiou o presidente do clube, Jean-Michel Aulas, que investe na categoria e disse que é preciso ter mais pessoas como ele.

Hegerberg tem uma carreira impressionante. São 254 jogos, 255 gols e uma série de títulos: cinco ligas francesas, quatro Copas da França, quatro Champions League e uma Copa da Noruega. Aos 23 anos, a jogadora passou por Kolbotn, Stabaek, ambos da Noruega, Turbine Potsdam, da Alemanha, e desde 2014 joga pelo Lyon.

A atacante foi o grande nome da final com três gols nos 4 a 1 e marcando o seu nome como a primeira jogadora na história da Champions League feminina a marcar três gols em uma final. Ela falou sobre o time francês ser uma referência, comentou a sua noite e também elogiou o presidente do Lyon.

“É importante para nós que sabemos os pontos fortes de cada uma. Eu quero a bola em frente ao gol e as garotas sabem disso. Todo mundo estava no seu maior alto nível hoje, e você podia sentir isso desde o primeiro minuto. Foi uma grande sensação para mim receber todos esses cruzamentos e marcar três gols foi o que eu consegui fazer”, afirmou a artilheira depois do jogo.

“Foi uma noite incrível para mim. Marcar um hat-trick em uma final tão incrível é algo notável. Eu não falo de mim normalmente, já que há um time atrás de mim, mas nesta noite eu estou realmente satisfeita já que não foi uma temporada fácil e estar lá nos momentos grandes me deixa extremamente feliz. Me deixa com fome de mais no futuro”, continuou a norueguesa.

“Nunca é fácil ganhar ano após ano”, afirmou a jogadora. “As pessoas pensam que é mais fácil do que é, mas elas não veem os bastidores. Foi duro em cada uma das quartas de final, em cada semifinal, em cada final. Nós apenas nos importamos em sermos as melhores”, conta a jogadora.

“Muitos clubes são inspirados pelo que nós fazemos, mas eles também querem nos vencer. Nosso presidente fez tudo por nós, nos tornou o melhor time do mundo. Ele colocou tudo no investimento – nós precisamos de mais pessoas assim no esporte feminino.

Na temporada, o Lyon conquistou o título do Campeonato Francês com cinco pontos de vantagem para o segundo colocado, PSG. Ada Hegerberg marcou 20 gols na liga. O time ganhou também a Copa da França nesta temporada, o que torna o Lyon dono de uma tríplice coroa, algo sempre notável.