Acredite se quiser, o ancião Teddy Sheringham já foi jovem um dia, jogando na Inglaterra. O atacante começou sua carreira lá longe, em 1983, no Millwall. E anos depois, quando já havia sentido o gostinho de jogar na primeira divisão, teve uma temporada impressionante na segundona.

Sheringham era desses caras que envelheciam e ficavam ainda mais letais. Tanto é que só se aposentou em 2008, aos 42 anos. Teddy bateu vários recordes de jogador mais velho. É um Matuzalém que toma chá das cinco e joga bola. Outra coisa curiosa na carreira do velho Ted é que ele jogou no Djurgarden em 1986, antes de retornar do empréstimo aos Leões.

Pois bem, Sheringham foi coroado artilheiro da primeira edição da Premier League, em 1992/93, quando jogava pelo Nottingham Forest, já aos 27 anos de idade. Os amigos devem lembrar que seu auge veio durante a Liga dos Campeões em 1999, quando participou dos dois gols do Manchester United contra o Bayern, na virada mais incrível que o futebol já viu.

33 gols que não mudaram muita coisa

Não à toa, é considerado um dos maiores ídolos do Millwall, onde deixou saudade e foi fundamental na equipe que conquistou o acesso para a elite inglesa em 1988 e até chegou a ficar entre os quatro primeiros colocados durante alguns meses em 1989. Rebaixado em 1989/90, Teddy alcançou sua melhor marca numa só temporada, quando fez 38 gols em 1990/91.

33 destes gols foram marcados na segunda divisão, mas para o azar de Sheringham e seus colegas, o Millwall ficou em quinto, longe do acesso. O ano seguinte foi ainda pior, quando os Leões ficaram em 15º na tabela, beirando o descenso. Teddy tomou outros rumos.

Sheringham, o interminável

O tiozão foi para o Nottingham Forest em 91/92, depois o Tottenham em 92/93. O veterano ainda defendeu o Manchester United de 97 a 2001, voltou ao Tottenham por dois anos, assinou com o West Ham de 2004 a 2007 e se aposentou no Colchester em 2008. Ufa.

Entre seus títulos, três Premier League, uma Liga dos Campeões, um Mundial Interclubes e uma Copa da Inglaterra.

E se você pensa que ele só fazia o feijão com arroz em idade avançada, se engana: o atacante foi considerado o jogador do ano em eleição feita pelos atletas da Premier League em 2001, aos 35 anos. Teddy é o 9º maior artilheiro do campeonato inglês, com 147 gols, além de ser o cara mais velho a marcar a liga, com 40 anos e 268 dias.

Romário certamente teve grande concorrente como vovô artilheiro. Esqueça o falastrão Túlio. Teddy Sheringham foi bem mais digno do que o “cara dos quase mil gols”.