Acabou o encanto! Inter enterra a invencível Juventus

Em jogo marcado por polêmicas na arbitragem, Internazionale buscou virada em Turim e encerrou série dos bianconeri de 49 jogos sem perder na Serie A

Dezoito longos meses e a Juventus sabe novamente qual é o gosto da derrota na Serie A. Um período que poderia perdurar ainda mais graças a 18 segundos – tempo em que Arturo Vidal demorou para abrir o placar no Dérbi d’Itália, contando com falha clamorosa da arbitragem, que não marcou impedimento de Kwadwo Asamoah no lance. No entanto, a Internazionale soube reverter as adversidades em Turim e, com uma imponente vitória por 3 a 1, evitou o 50º jogo de invencibilidade dos rivais.

Depois do gol-relâmpago, a Inter demorou a recobrar os sentidos, o que foi aproveitado pela Juventus. Os bianconeri tiveram excelente oportunidade de ampliar aos oito minutos, quando Claudio Marchisio saiu na cara do gol e chutou para grande intervenção de Samir Handanovic. A resposta dos nerazzurri veio pouco depois, em arremates de Esteban Cambiasso e Antonio Cassano que assustaram Gianluigi Buffon.

A sequência do jogo foi bastante amarrada, com ambos os times apresentando pouca criatividade ofensiva. A Inter era ligeiramente superior, dominando a posse de bola e explorando principalmente o lado esquerdo do ataque, por onde os visitantes poderiam ter forçado a expulsão de Stephan Lichtsteiner. Entretanto, as finalizações eram escassas.

A objetividade que faltava à Inter no primeiro tempo acabou aparecendo na volta do intervalo. Abrindo o jogo para os lados e apostando na velocidade, a equipe de Andrea Stramaccioni passou a infiltrar a defesa da Juve. E o empate saiu aos 14 minutos, em pênalti convertido por Milito.

Os nerazzurri cresceram ainda mais com a entrada de Freddy Guarín no lugar de Cassano e o colombiano teve influência direta na virada, que saiu graças ao oportunismo de Milito. Com a desvantagem no placar, os bianconeri partiram para o desespero com a entrada de Fabio Quagliarella. Contudo, apenas conseguiram sofrer o terceiro gol, em contragolpe selado por Palacio.

O resultado não tira a Juve da liderança, mas diminui a diferença para o segundo colocado. Os nerazzurri vêm de nove vitórias consecutivas e, com 100% de aproveitamento como visitantes no Campeonato Italiano, somam 27 pontos. Um a menos que os bianconeri.

Formações iniciais

Destaque do jogo

Yuto Nagatomo e Freddy Guarín. A velocidade que a dupla imprimiu à Internazionale acabou desmontando a Juventus. O japonês sofreu a falta que originou o primeiro gol, o colombiano puxou o ataque do segundo e ambos participaram do tento fatal.

Momento-chave

O impedimento no lance do primeiro gol. Ainda que não tenha influenciado diretamente o resultado, o erro claro pareceu assombrar a arbitragem no restante da partida. Depois disso, os nerazzurri pediram o segundo amarelo para Stephan Lichtsteiner, que poderia ter saído por falta dura em Palacio – não à toa, o ala foi substituído na sequência. E, no pênalti que originou o primeiro gol da Inter, a impressão foi de compensação para o lado prejudicado inicialmente, em falta bastante discutível.

Os gols

1’/1T – GOL DA JUVENTUS! Na saída de jogo, os bianconeri trocam passes de primeira. Asamoah, à frente da defesa, invade a área e cruza para Vidal completar para as redes.

14’/2T – GOL DA INTERNAZIONALE! Após cobrança de falta, Milito sofre puxão de Marchisio na área e o árbitro aponta pênalti. O próprio argentino bate, acertando o alto do gol.

30’/2T – GOL DA INTERNAZIONALE! Guarín parte em velocidade pela direita e solta a bomba da entrada da área. Buffon espalma e Milito não perdoa no rebote.

44’/2T – GOL DA INTERNAZIONALE! Contra-ataque da Internazionale. Guarín abre com Nagatomo, que insiste na jogada e deixa Palacio na cara do gol. O atacante chuta rasteiro e Buffon ainda toca na bola antes de entrar.

Curiosidade

Defendendo a Inter, Diego Milito tinha enfrentado a Juventus cinco vezes e nunca tinha balançado as redes. Quando fez, o gol veio em dobro.

Ficha técnica

JUVENTUS 1X3 INTERNAZIONALE

  Juventus
Gianluigi Buffon, Andrea Barzagli, Leonardo Bonucci e Giorgio Chiellini; Stephan Lichtsteiner (Martín Cáceres, 37’/1T, e Fabio Quagliarella, 33’/2T), Arturo Vidal, Andrea Pirlo, Claudio Marchisio e Kwadwo Asamoah; Sebastian Giovinco e Mirko Vucinic (Nicklas Bendtner, no intervalo). Técnico: Angelo Alessio
  Internazionale
Samir Handanovic, Andrea Ranocchia, Walte Samuel e Juan Jesus; Javier Zanetti, Esteban Cambiasso, Walter Gargano e Yuto Nagatomo; Rodrigo Palacio e Antonio Cassano (Freddy Guarín, 24’/2T); Diego Milito (Gaby Mudingayi, 35’/2T). Técnico: Andrea Stramaccioni.
Local: Juventus Stadium (Turim-ITA)
Árbitro: Paolo Tagliavento
Gols: Arturo Vidal, 1’/1T; Diego Milito, 14’/2T e 30’/2T; Rodrigo Palacio, 44’/2T
Cartões amarelos: Stephan Lichtsteiner, Andrea Pirlo, Leonardo Bonucci e Giorgio Chiellini (Juventus); Walter Samuel e Javier Zanetti (Internazionale)
Cartões vermelhos: Nenhum