A volta da Asa Branca e a Marcha Fúnebre: a Copa do Nordeste recomeça

Por José Pereira, do Baião de Dois

Luiz Gonzaga popularizou o maior hino da cultura Nordestina, Asa Branca é uma música constantemente ensinada nas aulas de música, não importa a faixa etária. Porém há uma segunda canção, não tão conhecida como a primeira, que aborda os mesmos personagens: a Ave e o Sertão. Só que a temática é totalmente oposta: há uma exaltação de felicidade pelo retorno das chuvas à região, assim o sertanejo poderia estar tranquilo e aqueles que tiveram de sair poderão voltar, pois havia trabalho na plantação em um épico momento de exaltação.

[foo_related_posts]

Asa Branca também é o nome dado à bola da Copa do Nordeste, torneio que retorna nesta terça-feira e o foco principal desta coluna. Assim como na canção, em vários lugares do mundo, após uma paralisação de mais de quatro meses, o rolar da bola seria um momento de comemoração.

Mas não aqui no Brasil, nem mesmo no “Sertão sofredor” de Gonzagão, há espaço para qualquer festa. A volta do futebol queimou a largada em vários estados, primeiro no Rio de Janeiro, depois em Santa Catarina.

No Nordeste, o Ceará agiu antes de todos, seguido pela Paraíba e o pernambucano reiniciou neste final de semana. E na Bahia a data também foi divulgada, não pelo estadual, mas pela última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste. 

A Liga do Nordeste, responsável pela organização do certame, decidiu por concentrar as partidas na Bahia. Difundidas em quatro localidades: Salvador (Pituaçu e Barradão), Mato de São João (CT Praia do Forte), Feira de Santana (Jóia da Princesa e Arena Cajueiro) e Riachão do Jacuípe (Valfredão).

No boletim divulgado pela Secretaria de Saúde do Estado na data de 16/07, a taxa de ocupação das UTI’s está em 80%, tendo 40 leitos disponíveis em todo Estado. O ponto mais complexo desta situação é o recebimento de doze delegações deslocadas das outras unidades federativas do Nordeste. Eles ficaram em terras baiana por, no mínimo, quatro dias.

Se tem uma coisa que podemos afirmar durante toda a pandemia no Brasil é a ineficácia de qualquer protocolo preventivo desenhado. Ou seja, o campeonato trará um risco incalculável para as quatro cidades. 

Não bastasse todos os problemas concentrados só na Bahia, não podemos nem afirmar qual o tamanho do risco que as delegações estão levando para Salvador e as demais cidades. Todos os atletas foram testados antes de terem a permissão de viajar.

Aconteceu que o principal destaque do Náutico, o meia Jean Carlos, foi diagnosticado com a doença e não acompanhará o time no resto da competição. E se você achou que esse caso foi isolado, está enganado.

O Confiança foi outra agremiação que anunciou dois jogadores que deram positivo para a COVID-19, mas não revelou o nome. Ainda teve o caso do Botafogo da Paraíba, também com dois atletas confirmados e um intrigante detalhe: ambos atuaram em pelo menos uma das rodadas do campeonato paraibano que antecederam as datas do Nordestão. 

Está mais que claro que não somos a favor da volta no futebol no Brasil, como cansamos de reforçar em cada um dos episódios do Baião de Dois em que abordamos as novidades do futebol nordestino. Porém também temos o compromisso de mantê-los informados com as últimas notícias.

https://open.spotify.com/episode/7v3gNDo6r1C8DGNYftwmr0

O torneio será disputado até 4 de agosto, com cinco datas: a última rodada da primeira fase, além das quartas, semi e a final em dois jogos. Uma das partidas derradeiras já foi cancelada, entre Freipaulistano e Impetratriz, já que ambos não possuem chances de classificação e não influenciam nas disputas pelas vagas ainda livres. Então segue um resumo do que está em jogo na oitava rodada da primeira fase. 

Os garantidos

FORTALEZA

Dono da melhor campanha por um gol a mais de saldo, o Tricolor do Pici já vai ter jogado três vezes quando entrar em campo pela Copa do Nordeste. Embalado pela vitória do último Clássico Rei, o Leão desponta como um dos favoritos mais uma vez.

Os comandados de Rogério Ceni mostraram que, mesmo com o tempo parado, o ataque pelos flancos para abrir caminho visando remates das regiões mais centrais do campo continuam sendo a característica principal do Fortaleza. O adversário do Leão é o América de Natal no dia 21 de julho, às 20 horas. 

BAHIA

O Bahia é o outro time que está garantido na próxima fase. Provavelmente o assunto mais marcante do tricolor baiano nesta semana foi saber que terá de disputar o campeonato estadual em paralelo ao regional. Isso vinha acontecendo no começo do ano também, todavia o Bahia usava seu “Time de transição” para jogar o campeonato baiano. Esse time foi desfeito, alguns jogadores foram integrados ao elenco principal, contudo a rotina não deve ser muito diferente. A equipe comandada por Roger Machado enfrentará o Náutico, dia 22 de julho às 20 horas. 

Quase lá

CONFIANÇA

Um dos destaques da competição, Confiança tem chances de passar de fase pela primeira vez na sua história (Reprodução)

Sensação desta edição, o time sergipano animou sua torcida com um futebol muito ofensivo e arrancando resultados excepcionais nas sete primeiras rodadas, justificando a primeira colocação do Grupo B. Porém a saída de uma das principais referências do futebol praticado pelo Dragão deixou o torcedor proletário ressabiado. O treinador Matheus Costa chegou a Aracaju um pouco antes da pandemia. A missão é desafiadora, manter o padrão do primeiro trimestre e com um ingrediente especial, reencontrar o antigo ocupante do cargo, Daniel Paulista. É bom destacar que o time não perdeu nenhum dos atletas que estavam disputando a competição. O Confiança precisa de um empate para não depender de ninguém, em caso de derrota, basta Náutico, Ceará ou Santa Cruz não vencerem suas partidas. Seu adversário é o Sport, dia 22 de julho às 20 horas. 

VITÓRIA

Caso avance de fase, o Vitória terá a oportunidade de jogar em seu próprio estádio, sendo o único a dispor deste privilégio. Mesmo ainda estando invicto na competição, o rubro-negro foi um dos clubes que teve mudança de treinador durante a quarentena, Geninho foi demitido e Bruno Pivetti, então auxiliar, foi promovido à nova função. Assim como o rival, o Leão integrou vários novos atletas ao elenco principal. Uma das novidades é o retorno de Jordy Caicedo, um dos destaques da temporada passada. Para se classificar, o Leão da Barra depende apenas de um empate. Em caso de derrota, basta Náutico, Ceará ou Santa Cruz não vencerem suas partidas. Seu adversário é o Botafogo-PB, dia 22 de julho às 20 horas. 

BOTAFOGO-PB

Tentando repetir a bela campanha da temporada passada, o Botafogo tem uma situação favorável para conseguir avançar de fase. O Belo é mais um time que mudou de treinador, apesar de Evaristo Piza ter sido demitido antes da paralisação, a diretoria demorou muito para anunciar o sucessor, Mauro Fernandes.

O time paraibano, assim como os cearenses, teve a chance de retornar antes do torneio estadual, porém toda turbulência política vivida no Alvinegro da Estrela Vermelha tem respingado em uma gestão de futebol bem questionada pela torcida.

Entretanto um fator precisa ser levado em consideração: um empate garante a passagem de fase do Botinha e do seu adversário, o Vitória. Em caso de derrota, o Belo depende apenas que ABC ou Sport não vençam seus jogos. O duelo ocorrerá dia 22 de julho às 20 horas.

Dependem só de si

NÁUTICO

O Náutico vem embalado para buscar a classificação (Caio Falcão/Náutico)

Oscilação é a palavra que melhor resume o Náutico no primeiro trimestre de 2020. A irregularidade do Alvirrubro é idêntica tanto no estadual, quanto na Copa do Nordeste. Isso gerou um clamor por parte da torcida pela demissão de Gilmar Dal Pozzo, comandante do título da série C do ano passado. Para piorar, o principal jogador do Timbu nesta temporada, Jean Carlos, deu positivo para COVID-19 e não disputará o resto da competição.

Para garantir a sua classificação, o Náutico precisa vencer o já classificado Bahia. Em caso de empate, precisa torcer para que Ceará e Santa Cruz não vençam seus jogos. E se o Timbu sair derrotado, vai ter que secar pelo menos um dos dois concorrentes citados anteriormente. O confronto com o Bahia será dia 22 de julho às 20 horas. 

CEARÁ

Mesmo sendo o segundo invicto da competição, o Ceará não estava convencendo ninguém. Não à toa já está no terceiro técnico nesta temporada. Começou com Argel Fucks, empatando um jogo atrás do outro. Depois chegou Enderson Moreira, porém o mineiro recebeu uma proposta do Cruzeiro e pediu demissão do Vozão. Agora temos Guto Ferreira no comando do Alvinegro de Porangabussu. Custa nada lembrar que Gordiola, como é carinhosamente chamado, venceu a edição de 2017.

O Ceará foi um dos times que se destacou por montar um elenco com muitas caras conhecidas, agora é fazer o futebol atingir as expectativas criadas. Seu confronto é contra o CRB, dia 22 de julho às 20 horas.

ABC

É muito difícil dar qualquer previsão sobre o alvinegro potiguar porque a Copa do Nordeste marcará o retorno às práticas futebolistas. Dentro das possibilidades, o ABC trouxe algumas peças para dar mais profundidade ao ataque, pois perdeu alguns jogadores por lesões sérias e, para não depender totalmente da recuperação durante o intervalo, resolveu ir ao mercado.

O adversário do ABC é o CSA, o time alagoano também realizará a primeira partida desde março na Copa do Nordeste, entretanto o Azulão vai apenas cumprir tabela. O confronto é dia 22 de julho às 20 horas.

Tem que acreditar

SANTA CRUZ

Pipico é a grande esperança de gols do Tricolor (Rafael Melo/Santa Cruz FC)

O primeiro cenário não é o mais animador, mas não podemos esquecer que houve uma melhora dos comandados de Itamar Schülle nas últimas rodadas da Copa do Nordeste antes da pausa. O tricolor do Arruda chega em Salvador motivado após vencer o rival Sport na Ilha do Retiro com uma receita que já faz bastante sucesso, aproveitar o faro de gol do atacante Pipico.

É verdade que o Santinha não depende só dele, mas não pode pensar nos outros sem fazer seu dever de casa contra o River do Piauí. Caso vença, um empate de Ceará ou Náutico será o suficiente. O duelo contra os piauienses será dia 22, às 20 horas. 

SPORT

Durante toda paralisação, as notícias mais comuns sobre o Leão da Praça da Bandeira tratavam da delicada situação financeira em que o clube está metido. A volta do campeonato pernambucano em um clássico na Ilha do Retiro deveria energizar o time para buscar a classificação na Copa do Nordeste.

O revés, porém, culminou em uma posição delicada: a de jogar o quadrangular do rebaixamento do campeonato estadual. E com isso, muitos já pedem a cabeça do treinador Daniel Paulista. É verdade que o Sport tem o mesmo número de pontos do ABC, mas tem saldo pior e vai ter de correr atrás.

Caso o ABC empate, o Sport precisa apenas de uma vitória. Se ambos triunfam, o saldo de gols vai definir, hoje o time potiguar tem um a mais de saldo. O Sport enfrenta o ex-time de Daniel Paulista, o Confiança, dia 22 às 20 horas.

CRB

A mais dura das possibilidades, essa é a realidade do CRB na volta da Copa do Nordeste. O Galo da Pajuçara também volta à ativa na Bahia e com uma combinação mais complexa. Além de ter de vencer o Ceará, que está na briga do outro lado, vai jogar sem o principal destaque do time, o meia Rafael Longuine, que sofreu uma grave lesão no joelho.

Mesmo assim, a última lembrança do torcedor regatiano foi uma excelente exibição em Minas, contra o Cruzeiro pela Copa do Brasil. A expectativa é que o CRB entre em campo com esse mesmo empenho, pois só assim conseguirá avançar de fase. O duelo é dia 22 às 20 horas. 

Cumprir tabela

Flávio Araújo retorna ao River e usará a Copa do Nordeste como seu primeiro teste (Reprodução)

AMÉRICA-RN

O América de Natal apressou o retorno ao futebol dando um “jeitinho” nem um pouco plausível. Já que a liberação das atividades em Natal não foram na data que o Dragão gostaria, eles foram para Recife e utilizaram a estrutura do Retrô F.C.

Não se engane, essa pressa não tem nada a ver com a Copa do Nordeste, mas com o Estadual, pois houve a perda do primeiro turno para o rival ABC e agora estão correndo atrás. Se for analisar direitinho, o jogo contra o já classificado Fortaleza também não faz muito sentido, poderia até evitar o risco de mandar mais uma delegação ficar concentrada em Salvador. O duelo é dia 21, às 20 horas. 

CSA

O início tenebroso do Azulão do Mutange nem deu esperanças ao torcedor. A verdade é que a passagem de Maurício Barbieri foi um desperdício de tempo e restou para o time correr atrás. Trouxeram Eduardo Baptista, precisando apresentar um trabalho mais sólido para reavivar a carreira e a chance é boa.

O CSA foi ao mercado, mexeu um pouco no elenco, trouxe um dos ídolos recentes da torcida, o atacante Michel Douglas e vai poder usar a última rodada da Lampions como um amistoso de luxo para fazer novos testes, pois o foco está direcionado para o Estadual e a Série B. O duelo contra o ABC ocorrer dia 22, às 20 horas. 

RIVER

O último clube a ser tratado aqui na coluna, também é o último em pontos. Sem chances de passar de fase, está no caminho do Santa Cruz que precisa do resultado para seguir adiante. Mas isso não significa que o Galo Tricolor ficou inerte, muito pelo contrário, trouxe o “Rei do Acesso” Flávio Araújo para o restante da temporada e com uma condição diferente dos demais estados, já que o Piauí deve encerrar seu campeonato estadual apenas em Novembro. O problema é que a quarta divisão inicia só no começo de setembro, então até lá o time de Teresina ficará sem jogos oficiais. O jogo contra o Santa Cruz é dia 22, às 20 horas. 

Confira todos os jogos da Copa do Nordeste na Programação de TV