Istambul foi o ponto de partida ao Real Madrid para iniciar sua dinastia na Champions League durante esta década. A Türk Telekom Arena recebeu a estreia dos merengues na campanha vitoriosa de 2013/14. Cristiano Ronaldo protagonizou uma partida soberba, liderando a goleada por 6 a 1 sobre o Galatasaray. Desde então, muito mudou ao Real, pelo bem ou pelo mal. E o retorno ao estádio marcou aquilo que os madridistas aguardam como um recomeço. Longe do brilhantismo daqueles tempos, a equipe conquistou a magra vitória por 1 a 0 sobre o Galatasaray, que já serve para apaziguar a crise atual. Alguns jogadores importantes se redimiram na noite, sobretudo Thibaut Courtois, com defesas fundamentais. Enquanto isso, Rodrygo agradou em sua primeira partida como titular, logo pela Champions.

Courtois seria exigido principalmente no primeiro tempo. O Galatasaray parecia disposto a aproveitar o mau momento do Real Madrid e, depois de alguns avanços merengues, botou o goleiro para trabalhar. Florian Andone testaria o arqueiro pela primeira vez aos nove minutos, em chute no mano a mano que exigiu uma excelente defesa do camisa 1. Pouco depois, o romeno reapareceria e mandou no canto, em bola que Courtois foi buscar. Ryan Babel ainda teria sua chance, mas não conseguiu dominar e aliviou aos merengues.

O sufoco do Galatasaray surtiu efeito do outro lado e o Real Madrid acordou. Novidade na equipe, Rodrygo se apresentava ao jogo pelo lado direito e chegou a arriscar para uma defesa tranquila de Fernando Muslera. O gol da vitória, de qualquer forma, viria com os medalhões. Hazard roubou a bola no meio e tabelou, antes de invadir a área. Deu um belo passe com a parte de fora do pé e encontrou Toni Kroos a poucos metros. O alemão encheu o pé, em bola que desviou na marcação antes de morrer nas redes. Representava um alívio.

O Real Madrid seguiu mais ofensivo depois do gol. Não criava ocasiões tão claras, mas era suficiente para acuar o Galatasaray. Mas não significava que os turcos apenas se defendessem. Tiveram as suas escapadas do outro lado e poderiam ter saído com o empate antes do intervalo. No melhor lance, Younès Belhanda tentou o desvio e novamente Courtois surgiu para evitar o pior aos merengues. Era a melhor atuação do arqueiro na temporada, com sobras.

Na volta para o segundo tempo, o Real Madrid buscava sua tranquilidade, só que falhava demais na hora de concluir as jogadas. Muslera aparecia para barrar as tentativas dos espanhóis, em insistentes chutes da equipe de Zinedine Zidane. Benzema tentou deixar o seu, mas a melhor oportunidade viria com Hazard. O belga chegou a driblar o goleiro, mas, com a meta vazia à sua frente, exagerou na força e carimbou o travessão. O bom trabalho dos madrilenos ao roubar a bola era atrapalhado pela falta de precisão do ataque.

Mesmo sem matar o jogo, o Real Madrid conseguia conduzir a partida. Zidane realizou uma série de alterações após os 30 minutos, com as entradas de Vinícius Júnior, James Rodríguez e Luka Jovic. Nenhum deles causou tanto impacto no time. O Galatasaray ainda esboçou uma pressão no final, mas ficou limitado ao chuveirinho. Na melhor oportunidade, Steven Nzonzi cabeceou para fora. Apesar do placar apertado, os madridistas fizeram por merecer o resultado.

O trio de meio-campistas teve uma participação importante na consistência do Real Madrid e outra vez Federico Valverde se mostrou como um dos jogadores mais confiáveis do time. Enquanto isso, Rodrygo mereceu elogios pela forma como imprimiu velocidade e partiu para cima da defesa, sem sentir incômodo com a torcida turca. O destaque, de qualquer maneira, fica mesmo a Courtois, que recobra um pouco de sua confiança e da própria torcida, entre os problemas encarados pelo clube. Ter um goleiro seguro é um passo essencial para os merengues se recuperarem na temporada.

Depois de dois tropeços, o Real Madrid conquista sua primeira vitória na Champions. Chega aos quatro pontos no Grupo A, ainda distante de alcançar o Paris Saint-Germain, líder com nove. Já o Galatasaray perdeu uma oportunidade de ouro para surpreender e ocupa a lanterna, com um ponto, também atrás do Club Brugge, que tem dois.

Classificações Sofascore Resultados