O trabalho que levou Niko Kovac ao Bayern de Munique foi com o Eintracht Frankfurt, com direito à conquista da Copa da Alemanha. E pode ser justamente contra seu ex-clube que o treinador de 37 anos alcançará seu maior título. Depois do empate contra o RB Leipzig, no último sábado, os bávaros precisam de um ponto na última rodada, contra o Frankfurt, para conquistar a Bundesliga pela sétima vez seguida.

O jogo contra o Leipzig, terceiro colocado do Campeonato Alemão, sempre seria difícil. Embora movimentado, muitas chances foram desperdiçadas e o placar não saiu do zero. Com a vitória do Borussia Dortmund sobre o Fortuna Düsseldorf, por 3 a 2, a definição do título mais disputado da Bundesliga nos últimos anos ficou para a rodada final. O Bayern tem 75 pontos, contra 73 do Dortmund, e leva ampla vantagem no saldo de gols: 52 a 35.

Mas, como dizem, quando uma porta é fechada, uma janela é aberta. “Temos a chance de sermos campeões na próxima semana, com um ponto ou uma vitória. A vida escreve as melhores histórias. Eu posso jogar contra o meu antigo clube e tentar ser campeão”, afirmou Kovac.

O Frankfurt recebe o Mainz, neste domingo, procurando vencer para assumir a quarta posição, em busca de vaga na próxima Champions League. Está um ponto atrás de Borussia Monchengladbach e Bayer Leverkusen, que já jogaram nesta rodada. “Eu sei que o Frankfurt consegue fazer gols e também querem entrar em competições europeias, não apenas a Liga Europa, mas também a Champions League. Não será fácil”, acrescentou.

A jogada mais comentada do empate contra o Leipzig foi o gol anulado de Goretzka, por um milimétrico impedimento de Robert Lewandowski no começo da jogada. O presidente do Bayern de Munique, Uli Hoeness classificou a decisão, com o auxílio do assistente de vídeo, de “a piada do ano” porque, segundo ele, o VAR existe para corrigir erros claros. Kovac não quis entrar em polêmicas, mas fez uma ressalva.

“Eu sempre disse que sou amigo do VAR. Parece que foi um impedimento bem pequeno. Para mim, a única questão é: quando o botão de parar foi pressionado? Se foi tarde, então pode ser impedimento; se foi cedo, pode ser que não seja impedimento. Eu acho que você tem que apertar o botão no centésimo de segundo exato e não sei se isso é possível. Mas foi impedimento e não quero discutir isso”, encerrou.