Antes do jogo contra o Huddersfield Town, neste Boxing Day, Ole Gunnar Solskjaer deu uma entrevista contundente sobre aquilo que espera do Manchester United. Declarou que possui muito trabalho pela frente, “para deixar o clube onde merece estar”. Ainda assim, apontou que apenas os resultados não bastam, que é necessário “lembrar as pessoas o que é o United, quem realmente somos”. E enfatizou que “este é um clube construído em entretenimento e empolgação, dando a jovens jogadores a oportunidade de se expressarem em campo”. Tudo aquilo que não se ouvia e muito menos se via com José Mourinho. Pois as palavras do treinador parecem fazer efeito. Depois dos 5 a 1 aplicados sobre o Cardiff City, em sua estreia, os Red Devils conquistaram outra vitória. Paul Pogba comandou o triunfo por 3 a 1 em Old Trafford.

O Manchester United foi contido pela defesa do Huddersfield durante boa parte do primeiro tempo, até abrir o placar aos 28 minutos. O gol nasceu a partir de um escanteio e, depois que Victor Lindelöf desviou de cabeça, Nemanja Matic aproveitou a sobra na pequena área. Além disso, os Red Devils pressionaram bem mais antes do intervalo. Empolgada, a torcida em Old Trafford gritava o nome de “Ole”, homenageando o novo técnico, seu conhecido ídolo de outrora.

Já no segundo tempo, o Huddersfield colocou esta lua de mel em risco. Os visitantes voltaram melhores e martelavam, criando ótimas chances. David De Gea, mais uma vez, salvou os Red Devils. Laurent Depoitre esteve a ponto de empatar, mas o goleiro voou para salvar a finalização com a ponta dos dedos. A intervenção se provaria decisiva. Minutos depois, os mancunianos anotaram o segundo gol. Jogadaça com uma troca de passes pouco usual aos tempos de Mourinho. A calma apresentava a qualidade dos jogadores. Ao final, Paul Pogba arrematou no canto, em chute que ainda beijou a trave.

O segundo gol encerrou o ímpeto do Huddersfield e logo Pogba reapareceria, para anotar o terceiro aos 32 minutos. Teve espaço para dominar na entrada da área e, mesmo de longe, acertar o chute no cantinho de Lössl. Somente aos 43 é que os visitantes descontariam. Após uma cobrança de falta vinda da intermediária, Steve Mounie ajeitou de cabeça e Zanka completou. De qualquer maneira, a noite já tinha dono. Solskjaer é a velha face em quem os mancunianos podem confiar. Pogba, por sua vez, parece um homem renascido e bem mais leve.

Na sexta colocação, o Manchester United tenta se aproximar da zona de classificação à Liga dos Campeões, mas a distância ainda é considerável. O time chegou aos 32 pontos, cinco a menos que Arsenal e Chelsea, ainda aguardando os resultados dos londrinos na rodada. Já o Huddersfield assume a lanterna. Com 10 pontos, acabou ultrapassado pelo Fulham neste Boxing Day.