O Medium é uma das plataformas mais legais para se publicar. Quem conhece um pouco, sabe que é um jeito bonito e interessante de publicar e ler conteúdo. Só que o Medium não é só uma plataforma, é também um veículo. E nós passamos a estar lá a partir desta terça-feira com o canal da Trivela. A ideia é ter mais uma forma de levar o nosso conteúdo a vocês, leitores, que é para quem, no fim, fazemos tudo por aqui.

VEJA TAMBÉM: Henry acha que já passou da hora de o futebol aceitar abertamente jogadores homossexuais

Neste início no Medium, traremos arquivos da revista Trivela, que existiu de 2006 a 2009. Foram muitas matérias marcantes para nós, como esperamos que tenham sido para vocês. E resgataremos algumas delas para mostrar que o futebol muda sim, mas as boas histórias sempre merecem ser contadas, ou recontadas.

O primeiro texto é “A incógnita Dunga” e foi publicado na revista Trivela nº 7. Esta é uma edição muito especial para nós, porque foi a primeira com o nome de Trivela. Talvez você não se lembre, mas a revista começou como Copa ’06 e teve esse nome nas suas seis primeiras edições. A Copa de 2006 era o mote, evidentemente. Mas foi muito além e chegou até setembro de 2009. No Medium, resgataremos algumas das muitas histórias que contamos nesses anos todos.

Como sempre, queremos a opinião de vocês e também sugestões. Tem alguma matéria da revista Trivela que você gostaria de ver no Medium? Pode mandar a sua sugestão para nós, seja por aqui, seja no nosso e-mail redacao@trivela.com. Queremos ouvir (e ler!) vocês. E espero que aproveitem!

A incógnita Dunga