Alan Pardew teve papel central para o desenvolvimento da carreira de Cheick Tioté. O treinador comandou o meio-campista em seus melhores momentos. Chegou ao St. James’ Park quatro meses depois da contratação do marfinense e, com o cabeça de área incansável e combativo, por pouco não conquistou a classificação à Liga dos Campeões. Assim, coube ao inglês oferecer um dos mais bonitos tributos ao jogador, falecido nesta segunda-feira, aos 30 anos, vítima de um ataque cardíaco. Uma mensagem que transborda a grandiosidade de Tioté e, por tabela, também de Pardew. Vale conferir:

“Estou devastado ao ouvir as notícias sobre Cheick Tioté, meu antigo jogador e amigo. Desde o momento em que eu cheguei ao Newcastle, Cheick teve uma presença maravilhosa nos vestiários e suas atuações em campo muitas vezes desafiaram a crença. Houve dias em que ele deve ter coberto cada tufo de grama no campo e não me surpreendia que clubes como o Manchester United fossem linkados na tentativa de contratá-lo”.

“Nenhum de nós irá esquecer o incrível dia em que nosso Newcastle transformou uma derrota por 4 a 0 em empate, num jogo inacreditável de Premier League contra o Arsenal, com um gol incrível de Cheick nos momentos finais. Um dos momentos mais icônicos da história da Premier League”.

“Eu o amei. Ele era tudo que você quer em um jogador do Newcastle. Ele tinha qualidade e, logicamente, você nunca poderia subestimar o fato de que ele queria vencer. Eu simplesmente amava que ele fosse um vencedor. Isso pode superar diversos obstáculos como futebolista. Jogadores jovens precisam tirar uma grande folha de seu livro em termos de como ele se portava nos treinos e nos jogos, de como ele era um rapaz especial”.

“Ouvir a notícia de que ele faleceu aos 30 anos despedaça o meu coração. Meus sentimentos vão a toda a sua família e aos seus amigos, que estão devastados com isso. A vida não é justa algumas vezes. Eu me lembrarei de Cheick Tioté como um gigante do meio de campo que eu adorava treinar. Descanse em paz, meu amigo”.


Os comentários estão desativados.