A zebra passeou e deu coice nos play-offs da Liga Europa

A zebra passeou e gostou da rodada de volta dos play-offs na Liga Europa: favoritos caem diante de forças pouco conhecidas no continente

A rodada da Liga Europa nesta quinta-feira foi um verdadeiro balde de água fria na esperança de alguns clubes de mais tradição.

Quando muitos achavam que esses quatro duelos eram favas contadas, a zebra passeou nos play-offs e derrubou alguns favoritíssimos em confrontos contra equipes pouco tradicionais. Pior ainda do que nos jogos de ida, a volta sacramentou a despedida e o choro de alguns perdedores frustrados.

Separamos estes seis duelos que no papel pareciam óbvios, mas tiveram reviravoltas e desfechos bem interessantes para os amantes do bom futebol alternativo.

Chocolate suíço

Spartak Moscou 2×4 St. Gallen (3×5 ag)
O que dizer do fiasco do Spartak, a equipe mais vencedora da Rússia, que caiu para o St. Gallen ainda nos play-offs? Pois é, em casa, o time de Valeri Karpin se mostrou ineficiente demais e perdeu para os suíços de forma vergonhosa, deixando a classificação escapar com um impressionante 4×2 para o St. Gallen. Karanovic (2x), Rodríguez e Janjatovic ajudaram a enterrar o Spartak em Moscou.

Tropeço em casa

Saint-Étienne 0x1 Esbjerg (3×5 ag)
Ah, mas o campeonato europeu de vexames não para por aí: o Saint-Étienne ganhou a Copa da Liga da França na temporada passada e naufragou ainda nos play-offs desta Liga Europa. Contra quem? Contra o Esbjerg, aquele time tradicionalíssimo da Dinamarca. Só que não. Les Verts perderam em pleno Geoffroy-Guichard para os daneses e deram adeus ao sonho europeu, ao menos por agora. Bayal-Sall fez contra e complicou sua equipe, que ficou sem reação nos minutos finais da segunda etapa. O jeito vai ser recomeçar todo o trabalho para tentar uma nova vaga nos próximos anos. Infelizmente não deu para os franceses.

O coice da zebra

Slovan Liberec 1×1 Udinese (4×2)
A Udinese também passou um carão na tarde de hoje. E não foi de pouco. Ao perder na última semana por 3 a 1 em pleno Friuli, a equipe italiana já ameaçava tombar de uma forma absolutamente vexatória. O Slovan até venceu três vezes a liga tcheca, mas não é nem de longe um time que poderia ser considerado como ameaça nesta partida. A zebra atropelou e ainda deu um coice na pobre Udinese, que voltará para a Itália com uma bela dor de cabeça.

Pellè precisa treinar mais

Feyenoord 1×2 Kuban (1×3 ag)
Por fim, o Feyenoord encerra nossa lista de grandes quedas desta fase da Liga Europa. Outro do grupo que perdeu em casa quando não deveria, o time holandês decepcionou demais diante de sua torcida no De Kuip, perdendo de virada para o Kuban Krasnodar. Popov e Bucur marcaram os gols dos russos e contaram com um dia trágico de Pellè, que até fez o gol do Feyenoord, mas desperdiçou um pênalti e outras oito finalizações. Mais pontaria, meu caro. Treine mais na Eredivisie.

Vai pros pênaltis? Não, não vai não!

Braga 0x2 Pandurii (1×3 ag)
O Braga destruiu quase tudo que conquistou nos últimos anos anos e voltou a ser aquele antigo Braga ao perder para o romeno Pandurii, pouco antes das penalidades. Perdendo por 1 a o, os lusitanos iam se arrastando em campo até a disputa de pênaltis, só para aumentar o fator drama. Esqueceram apenas de avisar Ciucur, que de forma devastadora calou as vozes no Municipal de Braga com o segundo gol dos visitantes.

Stuttgart 2×2 Rijeka (3×4 ag)
E o Stuttgart, hein? Pois é, foi eliminado para o frágil Rijeka com um gol aos 49 do segundo tempo, em casa. Empatados no agregado em 3 a 3, a partida contra os croatas estava caminhando para os penais com o 2 a 1 dos germânicos. Até que Mujanovic estragou o clima de apreensão e esperança para botar a Mercedes-Benz Arena toda em depressão. Cruel, muito cruel. Nem sequer Liga Europa para os schwaben.

Olha só esse vídeo com uma narração croata do gol do Rijeka. É uma completa loucura: