A seleção do País Basco entrou em campo e venceu a Costa Rica em seu amistoso anual

Todos os anos, o País Basco forma sua seleção regional e disputa um amistoso – geralmente organizado em dezembro. A tradição chegou a ser descontinuada em parte da última década, mas voltou com força desde 2018 e sustenta uma invencibilidade da comunidade autônoma que dura desde 2011. Nesta segunda, os bascos conquistaram mais uma vitória. Em duelo contra a Costa Rica realizado em Eibar, Keylor Navas sustentava o empate aos visitantes, mas Unai Núñez apareceu nos acréscimos do segundo tempo para definir o triunfo dos anfitriões por 2 a 1.

A seleção do País Basco não contava com força máxima, pensando na lista de convocáveis. Afinal, quatro importantes nomes do futebol local estão reunidos com a Espanha que disputa a Liga das Nações – Mikel Merino e Mikel Oyarzabal, destaques da Real Sociedad, assim como Unai Simón e Íñigo Martínez, referências do Athletic Bilbao. Desta maneira, o time convocado pelo veterano treinador Javier Clemente nesta segunda tinha como o base o Athletic, acrescido por outros jogadores em atividade na região. Nenhum jogador basco de clubes do exterior ou de outras partes do país foi incluído no elenco – como Javi Martínez ou Fernando Llorente.

A equipe titular contava com nove jogadores do Athletic Bilbao, além de Ander Guevara (Real Sociedad) e Roberto Torres (Osasuna). E justamente o capitão dos leones abriu o placar no amistoso. Aos 12 minutos, Iker Muniaín concluiu um bom contra-ataque dos bascos, puxado por Jon Morcillo. A Costa Rica tentou reagir no primeiro tempo, mas Joel Campbell parou no goleiro Iago Herrerín. Já na segunda etapa, os Ticos empataram aos 20. Jonathan Moya acertou uma cabeçada cruzada e superou o arqueiro.

Herrerín teria trabalho para evitar a virada da Costa Rica. Entretanto, Keylor Navas também apareceria, ao parar Oier Sanjurjo e Jon Bautista. O tento da vitória saiu apenas no apagar das luzes, no último escanteio da partida. Aihen Muñoz cobrou escanteio e Unai Núñez apareceu no ataque para concluir de cabeça às redes. Festa dos bascos no primeiro jogo sem Aritz Aduriz, artilheiro da fase moderna da seleção, com 12 gols em 13 partidas pela equipe.

O País Basco soma 41 partidas contra seleções oficiais da Fifa. São 28 vitórias, cinco empates e apenas seis derrotas, com 105 gols marcados e 64 sofridos. Além disso, a equipe tem 27 jogos contra times regionais e não oficiais, contabilizando 16 vitórias e só quatro derrotas. As primeiras partidas do selecionado basco foram realizadas em 1922. Já no fim dos anos 1930, o time saiu em turnê durante a Guerra Civil Espanhola para juntar fundos para ajudar crianças e refugiados, bem como para conscientizar outros cantos do mundo sobre as atrocidades cometidas no conflito. Depois de um tempo banido durante a ditadura de Francisco Franco, o time do País Basco voltou a atuar com frequência a partir da década de 1990, com as partidas anuais permitidas pela federação espanhola.