Há coisas que só acontecem com a Roma. E, por muito pouco, os giallorossi não perderam a chance de contratar um reforço de peso: o zagueiro Chris Smalling, um dos principais alvos do clube na janela de transferências. Depois de uma excelente temporada do inglês na capital italiana, emprestado pelo Manchester United, os romanistas tentaram assegurar sua permanência em definitivo. Os Red Devils fizeram jogo duro e somente nas últimas horas de mercado é que houve um acordo. Então, a Roma precisou correr contra o tempo. Enviou a documentação no último minuto, e ainda com itens faltando. Apesar disso, a permissão para o registro veio e os italianos fizeram o aliviado anúncio nesta noite de fechamento.

Smalling chegou à Roma em baixa e muitos duvidavam se ele poderia dar certo no Estádio Olímpico. Não só virou um dos principais jogadores do clube, como também se colocaria entre os melhores zagueiros da Serie A 2019/20. A recuperação, porém, não fez o defensor ser incluído nos planos do Manchester United para a atual temporada – mesmo com todas as necessidades da zaga. Sequer treinava com o elenco, enquanto seu futuro estava pendente. A Roma queria levá-lo em definitivo, mas a pedida dos Red Devils era superior ao orçamento.

Nesta segunda, veio o aperto de mãos. A Roma pagará €15 milhões pela contratação de Smalling, com €5 milhões adicionais em variáveis. Aos 30 anos, o beque assinou por mais três temporadas. O problema foi mesmo o tempo. O negócio foi fechado cerca de uma hora antes do fim da janela. Os romanistas precisaram correr com a documentação para regularizar o reforço à Serie A. E isso por muito pouco não aconteceu.

A Roma enviou os documentos no último minuto. Um dos comprovantes requisitados, contudo, não estava no meio dos papéis. O clube precisou entrar em contato com a federação para tentar regularizar a situação e evitar qualquer problema. No fim das contas, deu certo. Depois de algumas horas de apreensão, o boletim da Serie A oficializou a inscrição de Smalling e os romanistas puderam fazer o anúncio oficial. Terão um jogador importante à continuidade do trabalho de Paulo Fonseca.

O mercado da Roma foi modesto. A maior parte dos contratados já estava no elenco – como também os casos de Jordan Veretout, Gianluca Mancini, Carles Pérez e Henrikh Mkhitaryan. As únicas novidades foram Pedro, Borja Mayoral e Marash Kumbulla. Smalling, ao menos, garante segurança a uma zaga que tenta se tornar mais sólida. Um documento ausente quase transformou a segunda-feira em desastre aos giallorossi.

Smalling em ação pela Roma (Jörg Schüler/Bongarts/Getty Images/One Football)