A 32ª rodada do Campeonato Brasileiro foi cheia de emoções. O Palmeiras, líder do Campeonato Brasiliro, enfrentou o Sport no Allianz Parque, ao mesmo tempo que o Flamengo, segundo colocado, jogava com o Corinthians no Maracanã. Além deste jogo, tinha também um Grenal na Arena Grêmio, recheado com rivalidade e muito desespero. No final, vitória do Palmeiras, empate do Flamengo e uma vantagem de seis pontos na tabela – o Palmeiras com 67 e o Flamengo com 61.

LEIA TAMBÉM: O São Paulo precisou estar na lama para finalmente apostar na base

Palmeiras 2×1 Sport

Um jogo bastante corrido, muito disputado, com um Sport que não desistiu. A vitória alviverde veio porque o Palmeiras tem jogadores que são muito bons, porque a atuação do time visitante foi até melhor do que a dos mandantes. O gol de Dudu, em um lindo lançamento de Moisés, mostrou um time que sabe trabalhar a bola em velocidade, com dois dos melhores jogadores do campeonato.

Moisés é quem dá o ritmo ao time do Palmeiras, recompondo com qualidade, sendo inteligente no meio-campo, marcando, desarmando e armando também, como foi no passe para Dudu. O camisa 7 é outro que faz um Brasileirão primoroso. O gol foi com uma boa finalização.

O Sport arrancou um gol de bola parada, depois de um escanteio. Rogério aproveitou a bola que sobrou na pequena área para mandar para a rede. Só que mesmo antes do intervalo, o Palmeiras voltou a ficar em vantagem. Tchê Tchê aproveitou a bola na entrada da área para marcar 2 a 1 e recolocar a torcida em êxtase no estádio.

O Sport reclamou muito da arbitragem, especialmente por um lance no primeiro tempo. Em escanteio, o zagueiro Mina, do Palmeiras, está com o braço aberto e no alto e a bola bate na sua mão. Um pênalti que o árbitro deveria ter marcado. Os jogadores rubro-negros reclamaram, mas Ricardo Alves Ribeiro ignorou. Como ignorou o pênalti que era para ter sido marcado.

O gol saiu pouco antes do Corinthians marcar o segundo gol no Maracanã, o que só aumentou a alegria da torcida verde e branca. Nem foi necessária a ajuda do rival, porque o Palmeiras conseguiu ficar com a vitória, com um segundo tempo sem gols. O Sport pressionou quando perdia o jogo e ficou mais perto de empatar do que o Palmeiras de ampliar o placar. Uma vitória que coloca o time em uma grande posição para o título.

Flamengo 2×2 Corinthians
Flamengo e Corinthians no Macaranã
Flamengo e Corinthians no Macaranã

A volta do Flamengo ao Maracanã encontrou um Corinthians melhor do que vinha nos últimos jogos. Defensivamente, o time suportou bem mais, ainda que, novamente, tenha sofrido com as bolas aéreas. Em duas delas, sofreu dois gols no empate por 2 a 2. Um deles, porém, foi flagrantemente impedido, em um erro bastante grosseiro do assistente.

Isso depois do Corinthians ter aberto o placar, com um belo gol de Guilherme. O atacante foi mais uma vez muito bem em um chute de fora da área, colocando no cantinho. Perigoso, o Corinthians estava mais organizado.

O gol de empate, em impedimento escandaloso, não mudou muito o panorama do jogo. Tanto que o Corinthians chegou ao segundo gol no final da primeira etapa, em uma jogada muito bem trabalhada pelo time. Rodriguinho mesmo fez o passe para Romero, que cruzou rasteiro para a área e o próprio Rodriguinho marcou 2 a 1.

Segundo tempo mudou um pouco de figura, muito porque as condições mudaram. Mancuello não voltou do intervalo e Fernandinho veio a campo. O Flamengo tentou pressionar, mas foi mais na pressão do que por jogar melhor que o adversário. O Corinthians continuou perigoso, especialmente nos contra-ataques. O time teve ao menos duas boas chances, com Romero e com Marlone, já no segundo tempo, que poderiam ter dado a vantagem novamente ao Corinthians ao final do jogo.

O empate do Flamengo veio em um escanteio que Guerrero aproveitou. Foi o jeito que o time rubro-negro encontrou de levar perigo, ainda mais aproveitando que o Corinthians mostrou deficiência nesse tipo de jogada, mais uma vez. Só que o Flamengo mostrou ainda mais dificuldade em criar jogadas, complicado pelo time surpreendentemente bem organizado do outro lado.

No fim, pressão do Flamengo, que poderia ter virado a partida, mas pelo abafa. Não aconteceu. O Flamengo fica a seis pontos do Flamengo, com seis rodadas a serem disputadas. Uma missão muito difícil, neste momento. O Flamengo é quem ainda tem chance de alcançar, mas terá que contar com tropeços importantes do time de Cuca.

Grêmio 0x0 Inter
Ramiro, do Grêmio, disputa com Dourado, do Inter
Ramiro, do Grêmio, disputa com Dourado, do Inter

Como esperado, o jogo entre Grêmio e Inter foi muito disputado, brigado e teve pouco espaço para os dois times. No final, o empate nem foi tão ruim para nenhum dos lados, que sabem que a situação poderia ser pior. O Inter perdeu chance com Vitinho, que protagonizou também outra cena que acabou sendo a de mais destaque do jogo.

O árbitro Francisco Carlos do Nascimento acabou se tornando protagonista quando houve uma falta dura de Kannemann em Vitinho. O atacante do Inter deu um tapa na bola e começou uma confusão generalizada. O árbitro se enrolou para decidir o que fazer. Foram quase oito minutos de bola pareada. Primeiro, ele deu cartão vermelho para Edílson, justamente, porque o lateral gremista agrediu com socos o volante Rodrigo Dourado.

A partir daí, ele foi muito pressionado pelos gremistas para também expulsar um jogador colorado. Ele deu cartão amarelo por Vitinho, que começou a confusão com um tapa na bola, mas as reclamações e a confusão, dos dois lados continuou. Depois de muito confabular, o árbitro decidiu expulsar também um jogador do Inter e escolheu Rodrigo Dourado, que foi o agredido no lance com Edílson.

No fim, o empate não é maravilhoso para ninguém, mas também não é desastroso para nenhum dos dois. O Grêmio terminou o jogo em oitavo lugar – pode perder a posição com outros jogos da rodada – com 48 pontos. O Inter terminou o jogo em 14º, com 37 pontos, ainda a dois do Vitória, primeiro time dentro da zona do rebaixamento.

Um grande domingo de futebol no Campeonato Brasileiro. Os erros de arbitragem seguem sendo um problema, mas a emoção do campeonato e dos jogos continua sendo maior, o que ainda é um ponto para ser comemorado. Em cima e embaixo, o campeonato ainda deve ter mais emoção. Especialmente quando os times voltarem a campo no próximo fim de semana.