O Mundial de Clubes parecia a válvula de escape perfeita ao Real Madrid. Os merengues deram uma pausa no Campeonato Espanhol, puderam enfrentar adversários inferiores e conquistaram um título internacional sem muito esforço. A volta aos trabalhos em 2019, entretanto, reforça a crise. O time de Santiago Solari atuou em marcha lenta no empate por 2 a 2 com o Villarreal. E neste domingo, decepcionou a torcida dentro do Santiago Bernabéu, mais uma vez. Recebendo a Real Sociedad por La Liga, os madridistas tomaram um gol logo de cara e desperdiçaram várias chances. Tiveram que engolir mais uma derrota, com os 2 a 0 no placar premiando os txuri-urdin. Foi o primeiro triunfo dos bascos no estádio desde 2004, em duelos válidos pela liga.

A principal ausência na escalação do Real Madrid era Gareth Bale. Enquanto isso, Vinícius Júnior ganhou uma chance como titular, na ponta esquerda. O problema é que a Real Sociedad não precisou de muito tempo para iniciar o pesadelo dos anfitriões. Logo no primeiro minuto, após uma bola perdida por Marcelo, Casemiro cometeu pênalti sobre Mikel Merino. Na cobrança, Willian José chutou com firmeza e superou Thibaut Courtois. Uma vantagem que aumentaria o desespero dos merengues, afobados demais na conclusão das jogadas.

 

As oportunidades apareceram aos montes ao Real Madrid. Karim Benzema poderia ter empatado logo na sequência, mas seu chute lambeu a trave. Além disso, Gerónimo Rulli estava muito atento em sua meta, parando Vinícius Júnior no mano a mano e também espalmando um chute de Luka Modric. Antes do intervalo, a trave ainda salvaria o arqueiro argentino, em cruzamento de Lucas Vázquez. A Real Sociedad parecia com o corpo fechado, contando com a capacidade de seus marcadores para travar os lances. E em uma equipe sonolenta dos merengues, Vinícius Júnior era um dos raros a se salvar do pior.

O segundo tempo começou elétrico. O Real Madrid partia para cima e teve uma sequência de boas chances. A Real Sociedad, por sua vez, parecia disposta a matar o jogo. Mikel Oyarzabal e Adnan Januzaj deram as respostas, com dois grandes lances que seguiram para fora. E em meio a esta sequência, Solari apostou na entrada de Isco, substituindo Casemiro. Mas logo depois, aos 16 minutos, os madridistas ficaram com um a menos. Lucas Vázquez cometeu uma falta em Mikel Merino e recebeu o segundo amarelo, deixando o campo claramente frustrado.

A desvantagem numérica não diminuiu o ímpeto do Real Madrid. Vinícius Júnior pediu pênalti em uma disputa com Rulli e teve razão em reclamar, mas o árbitro não marcou, sequer revisando a jogada no vídeo. Logo depois, o goleiro voltaria a se agigantar diante do brasileiro, parando também boa chance de Sergio Ramos. A sede dos merengues, em contrapartida, aumentava os espaços na defesa. A Real Sociedad deu seus avisos a partir dos contra-ataques, com Courtois salvando a finalização de Januzaj.

E depois que Solari tirou Marcelo e Toni Kroos, mandando a campo Sergio Reguillón e Dani Ceballos, os bascos asseguraram a vitória. O segundo gol saiu aos 38, com Willian José atuando como garçom. O brasileiro deu um cruzamento preciso e encontrou Rubén Pardo livre dentro da área, pronto para fuzilar de cabeça. O banho de água fria diminuiu a vontade dos madridistas, que voltaram a esbarrar em Rulli. Já nos acréscimos, o terceiro não saiu apenas porque Willian José perdoou em contra-ataque. Nas arquibancadas, torcedores da casa acenavam panos brancos em protesto.

Sem cair no ufanismo da maior parte da imprensa brasileira, dá para dizer que Vinícius Júnior saiu como o melhor do Real Madrid em campo. Movimentou-se, partiu para cima da marcação, criou chances. Foi o jogador de sua equipe que mais finalizou e o que mais driblou. Esforço insuficiente em um time desconjuntado, que cochilou logo no início e não conseguiu romper a defesa da Real Sociedad. Ao final, herói mesmo foi Willian José, não tão participativo, mas presente nos dois lances capitais. Já Rulli, apesar do pênalti ironicamente negligenciado aos merengues, fechou o gol com oito defesas no total.

Já igualado ao número de partidas dos concorrentes, o Real Madrid desperdiçou uma chance de ouro para galgar espaço na tabela. Caiu para a quinta colocação, um ponto atrás do Alavés. Além disso, também não aproveitou o empate de Sevilla e Atlético de Madrid, mais à frente na classificação. A Real Sociedad, por outro lado, respira e se levanta. Os txuri-urdin vinham de quatro derrotas consecutivas. Agora estão no 13° lugar, com 22 pontos, a seis da zona de rebaixamento. A atuação no Bernabéu é para qualquer time ganhar confiança.


Os comentários estão desativados.