Dublin recebeu neste sábado um amistoso entre duas equipes que terminaram a temporada passada em alta, mesmo que não tenham conquistado as taças que almejaram. No entanto, o embate entre Liverpool e Napoli indicou que as equipes terão perspectivas distintas para o futuro. Enquanto os vermelhos se fortaleceram, com boas aquisições no mercado de transferências, os celestes vivem a interrogação sobre como será a organização da equipe, após a saída de Maurizio Sarri e a chegada de Carlo Ancelotti. Por mais que seja apenas um duelo sem caráter oficial, os italianos sabem que algumas mudanças serão necessárias. O time de Jürgen Klopp teve a partida em suas mãos e saiu satisfeito com a goleada por 5 a 0.

O Liverpool contou com aquele que pode ser o seu time titular, já com o ataque titular alinhado. Alisson, por sua vez, estreou na meta inglesa. Enquanto isso, o Napoli também viu sua base principal em campo. Entre aqueles que não estão lesionados, os únicos desfalques eram de jogadores que chegaram às fases mais agudas da Copa, como Dries Mertens e Dejan Lovren. De qualquer forma, seria um ótimo indicativo ao que se espera das equipes. E os Reds precisaram de pouco tempo para abrir vantagem.

O Liverpool balançou as redes duas vezes nos primeiros nove minutos. Contou com sua pressão no campo de ataque, mas também os vacilos da defesa napolitana, sem que o goleiro Orestis Karnezis transmitisse confiança. Assim, James Milner abriu o placar e Georginio Wijnaldum ampliou. Já do outro lado, Alisson raramente foi testado. Precisou fazer uma defesa difícil o jogo todo, enquanto primou pela distribuição de jogo, acelerando os ataques.

No segundo tempo, Mohamed Salah provou que continua afiado. A partir de um erro da defesa do Napoli, o egípcio acertou um chute fantástico, na gaveta de Karnezis. E a sequência da partida permitiu que novos jogadores entrassem, a exemplo de Fabinho e Xherdan Shaqiri – Naby Keita, outro dos reforços recentes, foi titular. Na reta final, quem mostrou serviço foi Daniel Sturridge. O atacante marcou seu gol e ainda deu uma assistência belíssima para Alberto Moreno fechar a contagem.

Ao Napoli, as boas notícias do dia ficaram para a renovação de Kalidou Koulibaly e para a contratação do francês Kévin Malcuit, mas o jogo deste sábado deixa bastante claro que há muito o que melhorar. O meio-campo perdeu uma peça fundamental com a venda de Jorginho ao Chelsea, procura-se um novo goleiro após a lesão de Alex Meret e Ancelotti chega com um estilo de jogo diferente. Já ao Liverpool, a confiança aumenta para uma temporada mais sólida na Premier League e, quem sabe, uma campanha igualmente longa na Liga dos Campeões. A vitória em Dublin não é uma garantia, mas surge como uma bela mostra de futebol.