A polêmica de Craig Thomson

O tema principal desta semana nos notiários esportivo da Escócia foi o caso polêmico de Craig Thomson, lateral-direito do Hearts. Na internet, o jogador enviou fotos de partes íntimas masculinas para duas meninas – uma delas tinha 12 e a outra 14. Além disso, Thomson pediu para fazer sexo com uma delas. Depois de ser julgado por esses atos, ele foi considerado culpado pelo tribunal de Edinburgo e multado em € 4,5 mil.

A pressão sobre o jogador veio de diferentes setores. Primeiro, uma entidade de caridade voltada a crianças pediu que o atleta não jogasse mais pelo Hearts. “A razão pelo qual nos envolvemos nessa questão é por causa do nosso compromisso de longa data em proteger as crianças e garantir a sua segurança”, disse Anne Houston, chefe-executiva do Children 1st. “Acreditamos que não há espaço na sociedade para modelos que foram condenados por ofensas sexuais contra crianças, não importa o talento que essa pessoa tenha.”

Outro que se manifestou sobre o assunto foi o ex-jogador do Hearts Alan McLaren, que disse que espera que Craig Thomson deixe o clube. “Eles [Hearts] deveriam ter deixado claro que não há mais espaço depois dos procedimentos do tribunal. Eles tentaram construir um clube de família e têm sido isso por anos. Mas, com esse cenário, isso ficou para trás.”

O Hearts, por sua vez, já tomou as suas providências em relação ao jogador. “O Hearts anunciou hoje [terça-feira] que Craig Thomson foi suspenso com efeito imediato. Nenhum comentário será feito pelo clube”, comunicou o time em nota. Com isso, o lateral não está com o elenco que foi fazer a pré-temporada na Itália.

A SFA (Federação Escocesa de Futebol) comentou o assunto, afirmando que não irá interferir em relação à decisão Hearts. “Quando é uma decisão sobre um jogador individual, isso deve ser lidado somente pelo clube”, disse o chefe-executivo da SFA, Neil Doncaster. “Seria um sinal preocupante se a liga se envolvesse em uma decisão sobre um jogador. Os clubes devem ter a sua própria decisão.”

Como se pode ver, a carreira do Craig Thomson é incerta. O Hearts suspendeu o lateral e não se sabe se o clube continuará tendo vínculo com o jogador. Além disso, existe uma pressão para que ele deixe o time de Edinburgo. Em sua curta carreira como profissional, já que Craig Thomson tem apenas 20 anos, ele só teve passagem pelo Hearts, clube que defende desde 2009, e vestiu a camisa das seleções sub-19 e sub-21 Escócia.

É inquestionável que a atitude de Craig Thomson é reprovável pelo fato de ter ofendido sexualmente duas menores de idade. E, por isso, ele deve ser punido dentro dos termos da lei para ser inibido a voltar a fazer isso. Em relação a sua continuidade no Hearts, isso cabe a decisão do clube.

Mas o fato de Craig Thomson ter tido um desvio de conduta, isso não significa que ele seja uma ameaça 24 horas por dia para a sociedade, ao contrário do que afirmou Anne Houston, da Children 1st. “Não tomar uma atitude para proteger as criaças do risco de sofrer abusos sexuais é inaceitável. Permitir que agressores sexuais continuem trabalhando em um lugar em que eles tenham contato direto e indireto com crianças está errado”, disse Anne Houston.

Ainda não se sabe como será a relação Hearts e Craig Thomson: se o lateral permanecerá no clube ou, se caso não continue, se ele assinará com outra equipe. A história de Thomson é mais um caso de um jogador que caiu nos armadilhas nas redes de internet e mais um caso entre milhões de pessoas que tiveram a sua carreira afetada por ter se descuidado na internet.