O clássico entre Celtic e Rangers ganhou cobertura especial no último sábado. E não apenas por ser a primeira Old Firm na primeira divisão desde 2012. Havia um tempero a mais em Glasgow, graças a dois dos jogadores mais experientes dos rivais. Joey Barton e Scott Brown vinham travando trocas de farpas na imprensa ao longo das últimas semanas, especialmente depois que o inglês, novo contratado dos Gers, menosprezou o capitão dos Bhoys. A resposta do escocês veio em campo. Mas também nos microfones, depois da goleada por 5 a 1 do Celtic.

VEJA TAMBÉM: Dembélé estraçalhou o Rangers no retorno da Old Firm ao Campeonato Escocês

Em junho, quando participava de um programa de rádio, Barton foi questionado sobre o ‘duelo de guerreiros’ que teria com Brown no clássico. Pois o veterano tratou de esculachar o rival. “Sem querer ser desrespeitoso, as pessoas continuam falando sobre esse Barton contra Brown. Ele não está nem mesmo na minha liga. Ele está longe do nível de jogador que eu sou. Ele não pode nem se aproximar de mim. Se eu jogar bem, ele não tem chance. Não quero polemizar, é só o que eu acho”, declarou.

Na mesma época, Brown respondeu: “Eu não estava na liga dele. Agora é ele quem está na minha liga. Acho que vamos nos dar bem, já que ele é um torcedor do Celtic. Por isso, acho que nosso relacionamento será ótimo”. A oportunidade em campo, contudo, veio só agora. Com Brown se impondo sobre Barton.

Na entrada em campo, os dois rivais se cumprimentaram cordialmente. Já quando a bola rolou, só deu Brown. Não que o meio-campista tenha sido tão influente na goleada. Ele participou bastante da contenção e da saída de jogo, enquanto Moussa Dembélé voava no ataque. Ainda assim, deu para anular o jogo de Barton, roubando a bola nas três divididas com o inglês. O adversário apareceu pouco em campo e, no fim, precisou atuar mais recuado, após a expulsão de Senderos. Mas o melhor mesmo ficou para dois lances sem grande importância no placar, mas que apimentaram o confronto.

A primeira provocação veio após o segundo gol do Celtic, em que Dembélé deixou Senderos sentado antes de finalizar de três dedos. Brown passou ao lado de Barton, desolado na área, e botou a mão sobre as orelhas. Já no segundo tempo, um lance resultou em bola ao chão. Pois lá foram os dois veteranos para a disputa. Embora o árbitro tenha tentado acordar uma devolução amigável, nenhum deles quis saber. E, bem mais rápido, Brown ganhou a bola, enquanto Barton fazia cara feia.

Ao apito final, restou a Barton reconhecer. Foi lá e, outra vez, apertou a mão de Brown. O capitão do Celtic, de qualquer forma, não perdoou completamente as provocações do adversário. “Fácil. Foi bem tranquilo, não houve qualquer batalha. Eu acho que o placar fala por si. No fim das contas, acabou sendo praticamente um jogo de homens contra meninos”, declarou. Já sobre a provocação após o gol, o meio-campista disse que “só estava perguntando se tudo corria bem”. Agora, é aguardar as cenas da ‘revanche’ no próximo turno do Escocês.

Agradecimento especial ao leitor Matheus PZ por disponibilizar o vídeo. Valeu! =)