O gol da Islândia contra a Áustria, que classificou o time em segundo lugar no Grupo F da Eurocopa, foi marcante, mas a narração do islandês Gudmundur Benediktsson foi o que fez o feito se tornar ainda mais famoso. Até em outros esportes. O mais inusitado, porém, é que o narrador acabou perdendo o emprego. Calma, não como narrador, mas como assistente técnico. Isso mesmo: ele trabalhava como assistente técnico do KR Reykjavík, mas perdeu o emprego. Bom, talvez tenha sido melhor: ele estava em Nice para narrar a épica vitória sobre a Inglaterra por 2 a 1.

LEIA TAMBÉM: A realidade pode ser ainda melhor que o sonho: A heroica Islândia elimina a Inglaterra da Euro

Depois de ser o autor da narração que viralizou no mundo inteiro, Benediktsson voltou à capital da Islândia. O narrador eventual era assistente técnico de Bjarni Gudjonsson Eggert, que foi demitido pela má campanha do RK Reykjavik. Segundo comunicado do clube, o desempenho era “inaceitável”. O time perdeu quatro dos seus últimos cinco jogos. A última delas foi na quinta-feira, dia 23, para o Fylkir. O Reykjavik é só o nono colocado no Campeonato Islândês, com nove pontos em nove jogos, entre os 12 participantes. Sim, lá na Islândia o campeonato também não para durante a Eurocopa. Nenhum jogador da seleção islandesa atua no próprio país.

A perda do emprego de assistente não tirou os méritos do narrador. Aliás, Benediktsson é ex-jogador de futebol e defendeu, ele mesmo, a camisa da seleção. Se aposentou em 2009, depois de enfrentar várias lesões, atuando justamente pelo KR Reykjavík, clube do qual foi demitido como assistente. Jogou na seleção do seu país de 1994 a 2001. Marcou dois gols em 10 partidas vestindo a camisa do país do norte europeu.

“Ele é o rei, é uma lenda”, disse Anton Thoroddsen, torcedor islandês, ao site de notícias Newsbeat. “Ele provavelmente vai perder a voz se nós vencermos a Inglaterra”. Bom, dá para dizermos que foi exatamente o que aconteceu. Benediktsson estava novamente em Nice para narrar e, na voz dele, dá para perceber, mais uma vez, que a emoção tomou conta. Se ser narrador não era a sua principal ocupação, talvez depois desta Eurocopa ele possa pensar seriamente nisso. Veja abaixo da foto a narração do segundo gol da Islândia contra a Inglaterra, o gol da vitória, e sinta você mesmo a emoção na voz dele.

Torcedores da Islândia assistem à vitória da seleção do país em um telão de Reykjavik (AP Photo/Brynjar Gunnarsson)
Torcedores da Islândia assistem à vitória da seleção do país em um telão de Reykjavik
(AP Photo/Brynjar Gunnarsson)

Narração do gol: