A montanha-russa do Everton: Após perder de 6 a 2, se recupera ganhando por 5 a 1

Richarlison anotou o seu nono gol na Premier League, enquanto Lucas Digne foi o grande destaque na goleada

O Everton é um dos times mais imprevisíveis da Premier League. Como já aconteceu em outros trabalhos de Marco Silva, sua equipe oscila demais e não justifica totalmente os altos gastos com contratações. Ainda assim, a quem perdeu por 6 a 2 dentro do Goodison Park na última rodada, implodido pelo Tottenham, o Boxing Day ofereceu uma bela redenção. Os Toffees visitaram o Burnley e golearam por 5 a 1 em Turf Moor. Destaque do time nesta temporada, Lucas Digne justificou a reputação com dois bonitos gols.

A goleada começou com Yerry Mina, aos dois minutos, completando de cabeça o cruzamento de Bernard. Logo depois, Digne começaria a aparecer, com uma cobrança de falta precisa, que Joe Hart não conseguiu salvar. Antes do intervalo, Gylfi Sigurdsson ainda faria o terceiro, cobrando pênalti, enquanto o Burnley descontou com Ben Gibson. E a vantagem não diminuiu a vontade do Everton no segundo tempo. Digne assinalou o quarto, num lindo chute da intermediária, que entrou no canto de Hart. Nos acréscimos, Richarlison fechou o caixão. O brasileiro, que saiu do banco, aproveitou o passe de Sigurdsson para dominar e bater no canto. Foi seu nono gol nesta Premier League.

Esta é a primeira vez que o Everton marca cinco gols fora de casa em um jogo de Premier League desde 1996. Motivação para tentar melhorar uma campanha que não empolga. Depois de cinco rodadas sem vitórias, os Toffees chegam aos 27 pontos, na oitava colocação. Ainda precisam de muito mais regularidade para sonhar com as copas europeias. O Burnley, por outro lado, está na zona de rebaixamento. É o antepenúltimo, a três pontos de sair do Z-3.