Toda temporada, o Everton chega à Premier League sob a promessa de incomodar o Big Six do campeonato. Quase toda temporada, os Toffees passam longe de conseguir tal proeza. E, na atual campanha, a equipe de Marco Silva capricha na decepção. Mesmo com boas peças, o clube flerta com a zona de rebaixamento. Mais um sinal da desgraça veio neste sábado: um gol contra aos 48 do segundo tempo permitiu a virada do Brighton por 3 a 2, no Estádio Amex.

O Everton parecia disposto a escrever uma história diferente nesta rodada. Pascal Gross até abriu o placar numa bela cobrança de falta, aos 15 minutos, mas os Toffees viraram. Adam Webster meteu uma cabeçada contra aos 20 e, já aos 29 da segunda etapa, Dominic Calvert-Lewin virou. Ainda assim, a equipe deixou o resultado escapar nos instantes finais.

Neal Maupay empatou ao Brighton aos 35, cobrando um pênalti bastante discutível que o VAR acabou validando. Já o tento decisivo aconteceu em uma infelicidade de Lucas Digne, um dos melhores do Everton na última temporada. Em contragolpe iniciado pelo goleiro Mat Ryan, Leandro Trossard cruzou e o francês mandou contra as próprias redes, já nos acréscimos.

O Everton está fora da zona de rebaixamento, mas apenas dois pontos acima do Z-3. A equipe tem 10 pontos em 10 rodadas até o momento. Já o Brighton ultrapassou os concorrentes com o resultado positivo. Chegou aos 12 pontos, atualmente no 12° lugar.

Classificações Sofascore Resultados