A lateral direita esteve entre as posições mais bem servidas da Copa do Mundo de 2018. Se o número de destaques pela esquerda foi escasso, do outro lado do campo, vários jogadores da posição tiveram boas participações na competição. E, naturalmente, eles acabam movimentando o mercado de transferências. Sime Vrsaljko jogou demais com a camisa quadriculada da seleção da Croácia. Seu desejo pesou e ele voltará ao futebol italiano, agora para acompanhar os compatriotas Ivan Perisic e Marcelo Brozovic na Internazionale. Mas não que o Atlético de Madrid tenha ficado de mãos abanando. Os colchoneros anunciaram em seguida a reposição, uma das melhores possíveis ao setor.  Compram Santiago Arias, de boas temporadas com o PSV e que teve aparições interessantes na Rússia, defendendo a seleção da Colômbia.

Vrsaljko é quem faz a roda girar. Revelado pelo Dinamo Zagreb, o defensor chegou à Itália através do Genoa. Passou uma temporada no clube, até ser contratado pelo Sassuolo. E os ótimos serviços pelos neroverdi o impulsionaram ao Atlético de Madrid, que desembolsou €16 milhões pelo croata em 2016. Durante os dois últimos anos, não foi uma peça imprescindível ao sistema de Diego Simeone, até pelos problemas de lesão, mas se tornou um jogador útil na rotação, atuando nas duas laterais. Mas nada comparado com o impacto visto na Copa do Mundo.

Ao longo do Mundial, Vrsaljko foi uma das principais válvulas de escape da Croácia. As saídas pela direita eram essenciais ao time, com o lateral se projetando para receber os passes dos meio-campistas e se combinando bem com Ante Rebic. Deu uma assistência no torneio, na virada sobre a Inglaterra, em duelo no qual atuou no sacrifício por conta de uma lesão anterior. Além disso, prima por sua consistência defensiva. Depois da perda de João Cancelo para a Juventus, a Internazionale ganha um ótimo acréscimo.

Por conta do Fair Play Financeiro, Vrsaljko chega a Milão por empréstimo de um ano, avaliado em €8 milhões. No entanto, a diretoria interista já acertou uma cláusula de compra para adquirir o jogador depois deste período. Aos 26 anos, é um atleta para tomar conta da lateral nerazzurra por algum tempo. E, mais importante, que não deve ter qualquer problema com a adaptação, considerando seu histórico no futebol italiano ou mesmo os velhos conhecidos do grupo. Nos próximos dias, o croata deverá passar por exames médicos no novo clube, antes de ser oficializado.

A saída de Vrsaljko foi confirmada pelo Atlético de Madrid, que aproveitou a oportunidade para aumentar o ânimo de sua torcida e anunciar também a chegada de Santiago Arias. O defensor de 26 anos vem por €11 milhões, após cinco temporadas com o PSV. Titular absoluto no lado direito da seleção colombiana, o acumulou boas apresentações na Copa do Mundo, em um time que dependia de sua influência para construir o jogo. Além disso, o jogador tinha uma postura agressiva nos combates defensivos.

Cria de La Equidad, Arias foi descoberto pelo Sporting e levado à Europa em 2011. Nunca ganhou espaço na equipe principal dos leoninos, levado pelo PSV em 2013. Então, sua carreira se desenvolveu bastante. Dono da posição dos Boeren, tem bastante mobilidade e força no apoio, por sua potência física. Cria jogadas, aparece nos arredores da área, finaliza bastante para um jogador da posição. Não à toa, na campanha do último título na Eredivisie, o defensor acumulou três gols e seis assistências, eleito o melhor jogador do campeonato pela própria organização da liga – em condecoração que levou em conta as estatísticas.

Ainda no elenco, mas cada vez menos utilizado, Juanfran é a principal alternativa a Arias, enquanto José María Giménez costuma ser utilizado no setor. O colombiano é o sexto reforço do time de Diego Simeone, que se movimenta bastante após a punição que embargou seus negócios no início da temporada passada. Também chegaram Thomas Lemar, Rodri, Jonny Castro, Antonio Adán e Gelson Martins.

Atleti e Inter, aliás, podem muito bem figurar entre os times que melhor contrataram nesta pré-temporada. Os nerazzurri, além de Vrsaljko, ainda adicionaram ao grupo Radja Nainggolan, Lautaro Martínez, Federico Dimarco, Matteo Politano, Stefan de Vrij e Kwadwo Asamoah. Além do mais, há outras especulações quentes no mercado interista. Arturo Vidal vem sendo mencionado ao longo dos últimos dias. Já nesta terça, a imprensa italiana relata negociações por Luka Modric, incrementando de vez a “república croata” em Milão.

E as transferências dos laterais direitos devem ainda refletir em outros clubes. O Napoli, que estava interessado em Arias, começa a ser vinculado a Matteo Darmian, que já manifestou sua vontade de deixar o Manchester United. Não vem em uma fase tão boa quanto os outros nomes já citados no texto, mas indica a temperatura elevada do mercado na posição.