A história sendo escrita: Müller supera Raúl como o mais jovem a vencer 50 jogos na Champions

A vitória do Bayern de Munique sobre o Olympiacos nesta terça pareceu mera formalidade. Os bávaros precisaram demonstrar interesse pela partida durante apenas 20 minutos, para abrir três gols de vantagem e fechar a goleada por 4 a 0 no segundo tempo. Enquanto o time de Pep Guardiola quis jogo, no entanto, prometeu até anotar dois dígitos no placar. No início alucinante, a equipe da casa registrou uma finalização a cada três minutos na Allianz Arena. Mas pôde diminuir o ritmo, especialmente na volta do intervalo, depois da expulsão de Badstuber. Vareio suficiente para assegurar a liderança do Grupo F.

Douglas Costa mais uma vez apareceu de maneira decisiva, abrindo o placar a partir de um rebote. Na sequência, Robert Lewandowski seguiu inflacionando o início de temporada faminto que vive, anotando o seu 28º gol em 25 partidas. Pouco depois, com a defesa do Olympiacos estática, Robben passou para Thomas Müller anotar um tento fácil. Para, por fim, Coman dar números finais à goleada, em lance no qual se chocou forte com o goleiro Roberto. Em uma noite na qual o Bayern só jogo quando lhe apeteceu, Thomas Müller acabou como destaque por um número especial.

 

Com a vitória desta terça, Müller chegou a 50 triunfos na Champions. Marca significativa, ainda mais se comparada a qualquer outro jogador que já tenha disputado o torneio. O alemão é o mais jovem a bater o número, superando Raúl. Aos 26 anos e 72 dias, ainda fica à frente de outras lendas da competição, como Messi, Casillas e Cristiano Ronaldo. Um feito e tanto, para alguém que ainda tem muito a conquistar.

Muitas vezes, é surpreendente pensar na idade de Thomas Müller. O craque bávaro possui experiência de veterano, com duas Copas do Mundo e muitos títulos no currículo. Embora, em sua certidão de nascimento, a idade aponte que seu auge deva demorar um bocado a passar. Em um time que preza pela versatilidade, o camisa 25 faz-se peça fundamental. E, a não ser que queira sair, ainda deve dar muitas alegrias à torcida na Allianz Arena. O próximo recorde, inclusive, já está em vista: com cinco gols nas cinco primeiras rodadas desta Champions, o atacante está a apenas um tento de igualar Gerd Müller como o maior artilheiro alemão na história do torneio. Outro mito que serve para exaltar a importância do jovem, desde já uma referência na vitoriosa geração de seu país.