Vida que segue. Neste sábado, pela 12ª rodada do Campeonato Inglês, o Leicester City empatou em 0 a 0 com o Burnley em seu King Power’s Stadium. Porém, ao mesmo tempo que ela segue, sabe-se que nada será como antes, porque nunca mais a torcida dos Foxes verá o querido mecenas Vichai Srivaddhanaprabha levantar voo em seu helicóptero após mais uma partida, depois daquela viagem em 27 de outubro, que não teve volta para o tailandês. E a comunidade na cidade inglesa deixou claro como ainda dói a perda de Vichai, em caminhada antes do jogo, batizada “Caminhada 5000-1” – em referência ao que as casas de aposta bancavam para quem ousasse apostar no título inglês do clube em 2015/16, antes que o impossível se provasse a mais maravilhosa das realidades.

Sim, aqui “comunidade” é o termo certo. Porque não foram só os torcedores que estiveram na caminhada, com faixas e objetos para serem levados à frente do estádio, no setor de condolências: muitos dos jogadores do Leicester também fizeram questão de participar da homenagem. Como Harry Maguire, que publicou em seu perfil no Twitter: “Um apoio inacreditável, um dia especial para um homem incrível”.

Como já se disse, vida que segue. Mas ela não seguiria para Leicester sem que esta primeira de várias homenagens que ainda virão fosse feita.