Depois de encantar o mundo nesta temporada com a camisa do Ajax, Frenkie de Jong está de saída para o Barcelona, que pagou 75 milhões de euros em negociação anunciada no fim de janeiro.

As atuações que levaram o garoto de apenas 21 anos a um dos maiores clubes do mundo foram apenas ratificadas pelas que vieram a seguir no mata-mata da Champions League, em que o meio-campista ajudou os Ajacieden a chegar ao semifinal, ficando a poucos minutos de uma classificação histórica para a decisão.

Neste final de semana, após o último jogo do Ajax em casa pela Eredivisie na temporada, basicamente garantindo o título nacional, os jogadores foram até uma espécie de sacada na Johan Cruyff Arena, em Amsterdã, saudar os torcedores que lá de baixo gritavam para os heróis de uma jornada marcante. E quando chegou a hora de Frenkie de Jong, o cortejo foi ainda mais especial.

O garoto, claramente feliz e dominado pela festa, começou ele próprio a puxar um dos cantos da fanática torcida dos Godenzonen. Uma identificação bacana de ver, que nos faz imaginar que tipo de história De Jong poderia construir no clube caso este tivesse condições financeiras de mantê-lo, aguentando a pressão dos gigantes esportivos e financeiros que, assim como levaram o meio-campista, devem fazer a limpa no elenco semifinalista.