Não foi a estreia que Gattuso imaginava. O Napoli saiu atrás do Parma, aos três minutos do trabalho do ex-volante no San Paolo, conseguiu o empate, quando pressionava em busca de uma vitória emocionante de virada, levou o segundo gol no contra-ataque, aos 48 minutos do segundo tempo, e perdeu mais uma, por 2 a 1, chegando a oito rodadas da Serie A sem vitória.

A tarde começou muito mal. Logo no terceiro minuto, Koulibaly vacilou na altura do meio-campo, e Dejan Kulusevski avançou até a área e abriu o placar. O zagueiro senegalês foi substituído no minuto seguinte por Sebastiano Luperto, com suspeita de estiramento na coxa. A pressão napolitana começou ainda no primeiro tempo, com Zielinski e Insigne perdendo gols incríveis que poderiam ter levado o time da casa a um melhor resultado ao intervalo.

Mas Gervinho também acertou a trave, em outro contra-ataque, mostrando que o Parma estava esperto para aproveitar qualquer vacilo. A pressão se intensificou no segundo tempo, quando o Napoli deu 19 das suas 33 finalizações no jogo, mas a maioria sem grande perigo a Luigi Sepe. Com exceção da cabeçada de Milik, em cruzamento de Mertens, aos 19 minutos, que empatou o marcado.

O Napoli estava quase inteiro na área do Parma, aos 48 minutos do segundo tempo, quando Gervinho recolheu o corte de um cruzamento à área, avançou, tabelou com Kulusevski e simplesmente empurrou às redes. Foi a segunda vitória seguida fora de casa do Parma, que antes disso, tinha apenas uma em 15 rodadas da Serie A. E um começo de pesadelo para Gattuso.

.

.

Classificações Sofascore Resultados

.