Quando Jorge Sampaoli chegou ao Atlético Mineiro, deixava claro que esperava contratações. O Galo investiu alto e trouxe dez novos jogadores ao seu elenco. A cereja do bolo foi confirmada nesta sexta-feira pelo presidente do clube, Sérgio Sette Câmara: uma das maiores revelações do Campeonato Argentino nos últimos anos, Matías Zaracho se juntará aos alvinegros. O meia de 22 anos jogou muita bola nas últimas três temporadas pelo Racing e se torna o reforço mais caro da história atleticana, ao custo de US$6 milhões.

O gasto do Atlético Mineiro em Zaracho é alto, ainda mais considerando o contexto econômico do futebol neste momento. O clube ficará com 50% dos direitos do jogador, em negociação possível graças a investidores – sobretudo Rubens Menin, dono da MRV que tem injetado dinheiro no Galo. Mas, apesar do risco, é bem possível imaginar que a fortuna empreendida dê retorno. O jovem tem boas chances de vingar em Minas.

Zaracho é um jogador que amadureceu ao longo dos últimos anos no Racing, jogando muita bola. O camisa 10 despontou como um atleta de lado de campo, muito incisivo e com uma excelente condução de bola. Ao longo do tempo, se aprimorou mais centralizado, para aproveitar sua capacidade nos passes e na criação. Muito intenso, é veloz e sabe aproveitar os dois pés. Quando Lautaro Martínez estourava em Avellaneda, o garoto era uma espécie de coadjuvante de luxo. Depois, virou um dos destaques na equipe de Eduardo Coudet durante a conquista do Campeonato Argentino em 2019.

A experiência de Zaracho conta bastante, apesar da pouca idade. Além de atuar como titular do Racing há mais de três anos, o jovem também teve boas aparições na Libertadores. Chegou a arrebentar contra o Vasco na fase de grupos em 2018, por exemplo. E também é um nome recorrente na seleção argentina. Disputou o Mundial Sub-20 em 2017, teve sua importância no Pré-Olímpico de 2020 e também pintou em duas convocações de Lionel Scaloni durante os amistosos disputados pelo time principal em 2019. É um atestado de sua qualidade.

No Galo, Zaracho entra no setor mais recheado do time. Como pode atuar nas duas pontas ou preferencialmente centralizado, não será problema encaixá-lo com Nathan, Keno, Savarino e os demais meias à disposição de Jorge Sampaoli. Fica a impressão de que os atleticanos estarão mais bem servidos à maratona de jogos no Brasileirão, agora com um reforço que pode protagonizar a equipe em vitórias importantes. O argentino consegue se sobressair mesmo no setor de atletas tão importantes aos líderes do campeonato.

Zaracho aumenta a crescente legião estrangeira do Atlético Mineiro. Mais do que isso, enfatiza como o mercado do clube está sendo muito bem feito do ponto de vista esportivo. O título é um objetivo claro, até pelo peso do treinador do Galo e também pelo dinheiro desembolsado. Considerando que o novo contratado possui mercado na Europa e se colocou bem no futebol argentino nos últimos anos, as chances da aposta vingar são consideráveis. Belo acerto que quantifica a ambição dos alvinegros.